Pages

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Sobre o apoio de Almir a Ana

Do professor Fábio Castro ex-secretário de Comunicação do governo de Ana Júlia aqui


Perguntaram o que achei do apoio de Almir Gabriel à candidatura de Ana Júlia. Penso o seguinte: O apoio é menos constrangedor para a governadora do que para ele. Do ponto de vista de AJ, numa batalha eleitoral difícil, há a ganhar. Ademais, não se recusa apoio, como se sabe.


Além disso sempre haverá, como dispositivo retórico, a possibilidade de dizer o seguinte: O dr. Almir Gabriel iniciou um processo de ensimesmamento e de autocrítica e está revendo os erros do projeto politico que outrora representou, coisa que o infeliz Jatene não se dispõe, até o momento, a fazer.


Além disso, sempre há quem possa lembrar que foi diante do ultimo umbral que o fariseu Theodósio percebeu que sempre tomou, em sua pobre vida, o caminho mais errado que teve opção de tomar.


Não sei, afinal, se estou entendo bem corretamente isto que se passa. Quer dizer que, a partir de agora, poderemos sentar ao lado do dr. Almir Gabriel e perceber, com ele, com toda tranquilidade e até mesmo polidamente, o quanto foi mesquinha a sua ordem de mandar disparar aqueles tiros em Eldorado de Carajás?


Se se trata disso, por mim vai tudo muito bem. Ganhamos um companheiro e eu, publicamente, saúdo a disposição democrática e corajosa, do ex-governador, de vir a público fazer autocrítica

35 comentários:

Anônimo disse...

Lindo, poético e... profundamente equivocado!!!

Anônimo disse...

Cara Rita, essa forma de tentar distorcer os fatos e confundir - mais que explicar - é pura conversa prá boi dormir. Então, daquí prá frente, o PT não vai mais falar sobre o massacre de Eldorado do Carajás, privatização da Celpa e outros casos nebulosos das erasAlmir/Jatene ? Te dizer...Em 18.10.10, Marabá-PA.

Anônimo disse...

Não,não é possível que o professor Fábio Castro, que eu tanto admiro, com toda a sua capacidade intelectual, com sua formação nos bancos universitários franceses, esteja falando realmente sério nessa suposta análise do apoio de Almir a Ana Júlia. Acho que ele está usando da ironia, do sarcasmo, só isso explicaria tamanha "ingenuidade". Dr. Almir Gabriel reconhecer erros, rever posições a esta altura da vida? Fala sério! Se não for ironia, então o professor Fábio, tenho que reconhecer, acaba de falar um monte de bobagens, que ao invés de revelar sua real compreensão dos últimos fatos políticos, está, como os demais petistas nesse momento, tentando justificar o injustificável, criando desculpas para o oportunismo de seu partido e acreditando que esta é a última tábua de salvação possível enquanto o Titanic afunda diante dos olhos de todos. Acho que o professor Fábio deveria se preocupar mais, neste momento, em preservar sua condição de mestre conceituado, doutor, analista social e evitar comentários dessa natureza.

Anônimo disse...

Vem cá. As críticas que vêm do PSDB em cima do Almir, pela união agora com Ana Júlia, zombam das críticas que o PT fazia a ele por conta de Eldorado dos Carajás e da venda Celpa, principalmente.
Será que o PSDB, com isso, reconhece que são duas manchas difíceis de apagar na história de Almir (então tucano), coisa que não admitiam antes?

Anônimo disse...

Ó Fábio,

Faça-me a gentileza de pedir licença para ..... e recolher-se ao seu mundo irreal.
Fui eleitor do PT até ser governo e aí perdeu-se e tornou-se igual aos demais.
Para aliados desse naipe só violentando a própria consciência.

Anônimo disse...

Eu inverto o questionamento do anônimo de 15h27.
Então agora, não é mais constrangedor para o PT abraçar-se com quem eles diziam ter as mãos sujas de sangue? Não há contradição, incoerência e vale tudo político na postura adotada agora?
É, gente, para o PT o que importa é permanecer no poder a qualquer custo. Vale Sarney, Collor, Zé Dirceu etc. etc. etc.

Anônimo disse...

EI, NÃO HÁ NENHUM MISTÉRIO EM TORNO DESSE ABRAÇO COLIGANTE: NÚMEROS, VOTOS E NÚMEROS. Se favoráveis, é outra coisa?

Anônimo disse...

Fala sério!

Anônimo disse...

Sobre adesões, cinismo e pragmatismo
Ronaldo Brasiliense
É de um cinismo cavalar, menor apenas do que o pragmatísmo mastodôntico, o depoimento do professor-doutor Fábio Castro em seu blog justificando a adesão de Almir Gabriel à recandidatura de Ana Júlia Carepa...
Pelas bobagens que escreveu, não foi à toa que ele, Castro, acabou defenestrado, por inepto, da Secretaria de Comunicação do governo do PT/DS.
Qualquer abestado - para usar um termo da moda Tiririca - entenderia corretamente o que se passa com a adesão de Almir Gabriel, menos o professor-doutor Castro.
Que escreve e assina embaixo: "Quer dizer que, a partir de agora, poderemos sentar ao lado do dr. Almir Gabriel e perceber, com ele, com toda tranquilidade e até mesmo polidamente, o quanto foi mesquinha a sua ordem de mandar disparar aqueles tiros em Eldorado de Carajás?"
Para concluir, em seguida: "Se se trata disso, por mim vai tudo muito bem. Ganhamos um companheiro e eu, publicamente, saúdo a disposição democrática e corajosa, do ex-governador, de vir a público fazer autocrítica."
Almir Gabriel fazendo autocrítica?
E o massacre de 19 trabalhadores rurais sem-terra em Eldorado dos Carajás? E a privatização da Celpa? E os elefantes brancos das elites como a Estação das Docas, o Pólo Joalheiro São José Liberto e a Alça Viária? Tudo o que o PT combateu nos últimos 16 anos...
Escreva, professor-doutor Castro, como Jarbas Passarinho ao assinar o AI-5, que você prefere jogar às favas todos os escrúpulos de consciência...
Mas não procure justificar o injustificável numa abominável e deturpada máxima maquiávélica de que "os fins justificam os meios".
Nâo enterre sua ainda recém-escrita biografia na lata de lixo da história.
Tenho dito.

Anônimo disse...

Caramba Brasiliense! pegou pesado, mas foi corretíssimo no que disse.

Diante de toda essa trapalhada petista, estou mudando meu conceito mais uma vez.

A princípio, pensei que o PT tivesse se niveladoa aos outros partidos.

hoje, acho que ele, o PT, conseguiu ser pior que os demais.

Tudo em nome de um Projeto de Poder $$$$$.

Exterminador disse...

Resumindo o liguajar pseudo intelectual do Fábio: os fins justificam os meios, e o povo que se dane!

Anônimo disse...

Sobre adesões, cinismo e pragmatismo
Ronaldo Brasiliense
É de um cinismo cavalar, menor apenas do que o pragmatísmo mastodôntico, o depoimento do professor-doutor Fábio Castro em seu blog justificando a adesão de Almir Gabriel à recandidatura de Ana Júlia Carepa...
Pelas bobagens que escreveu, não foi à toa que ele, Castro, acabou defenestrado, por inepto, da Secretaria de Comunicação do governo do PT/DS.
Qualquer abestado - para usar um termo da moda Tiririca - entenderia corretamente o que se passa com a adesão de Almir Gabriel, menos o professor-doutor Castro.
Que escreve e assina embaixo: "Quer dizer que, a partir de agora, poderemos sentar ao lado do dr. Almir Gabriel e perceber, com ele, com toda tranquilidade e até mesmo polidamente, o quanto foi mesquinha a sua ordem de mandar disparar aqueles tiros em Eldorado de Carajás?"
Para concluir, em seguida: "Se se trata disso, por mim vai tudo muito bem. Ganhamos um companheiro e eu, publicamente, saúdo a disposição democrática e corajosa, do ex-governador, de vir a público fazer autocrítica."
Almir Gabriel fazendo autocrítica?
E o massacre de 19 trabalhadores rurais sem-terra em Eldorado dos Carajás? E a privatização da Celpa? E os elefantes brancos das elites como a Estação das Docas, o Pólo Joalheiro São José Liberto e a Alça Viária? Tudo o que o PT combateu nos últimos 16 anos...
Escreva, professor-doutor Castro, como Jarbas Passarinho ao assinar o AI-5, que você prefere jogar às favas todos os escrúpulos de consciência...
Mas não procure justificar o injustificável numa abominável e deturpada máxima maquiávélica de que "os fins justificam os meios".
Nâo enterre sua ainda recém-escrita biografia na lata de lixo da história

Anônimo disse...

Fábio Castro, você é um cínico.

Anônimo disse...

Fábio Castro,

Dá pra ver onde começou o "emburacamento" da Ana Júlia.

Ridículo.

Lia Palmeira - UFPA

Exteminador disse...

É duro pro Fábio admitir que seu partido pisou feio na bola na sua primeira administração estadual. Os petistas não erram, apenas percebem com tranquilidade e polidamente, o quanto foram mesquinhos nos seus equívocos administrativos, e o fazem degustando um bom whisky 12 anos, embalados pela crença de que se Lázaro ressuscitou do umbral, por que não Ana Júlia??

Anônimo disse...

GRAÇAS A DEUS O JATENE SE LIVROU DESSE BAGULHO DO ALMIR, SUA ATUAÇÃO COMO GOVERNADOR SÓ ENVERGONHA O PARTIDO. AGORA FICA ANA BOLONA COM ESSA MANCHA NA SUA VIDA DE TER ASSASSINADO OS SEM TERRAS.

SE EU FOSSE PTISTA ESTAVA COM A MINHA CABEÇA ENFIADA NUM SACO.É MUITA ESTUPIDEZ.

Anônimo disse...

Triste é ler aqui depoimento de pessoas que idolatravam o Doutor Almir. Para mim isso é pior do que a "união" dele com a Ana.
Doutor Almir, fique certo de que ninguém lhe amava, todos lhe bajulavam por conta do seu cargo, entendeu agora?

Pilar disse...

quanto mais ana julia se abraçar com o cara de rato melohor pra ela perder quero que elea apareça todo dia sendo apoiada pelo almir mais ela se afunda e mais perde voto e se Deus quizer leva o farelo jatene ja por favor

Anônimo disse...

Eu só posso achar que o ilustre pensador está ironizando a situação vexatória em que os petistas se encontram. Não acredito que ele fosse capaz de tanto cinismmo!

Anônimo disse...

Prezado Prof. Fábio,


Com todo o respeito, o fariseu Theodósio do tempo presente deveria ser o Sr.!!!

Anônimo disse...

Rita:
Sobre este assunto, e considerando que o Fábio Castro acusa o Gaqbriel de ter dado ordens para matar em Eldorado do Carajás, li o comentário abaixo em algum blog que não lembro agora.
"Vocês querem conhecer melhor Almir Gabriel?
Saibam então o que aconteceu e o que ele disse poucos dias antes do episódio
de Carajás, quando mataram um monte de operários, cumprindo ordens de alguém.
Se algum dos presentes na reunião falasse, seria uma bomba de milhões de
megatons. Estavam presentes os secretários: Sete Câmara (Segup), Ronaldo
Barata (Iterpa) (já falecido), Coronel Fabiano (PM), Marcos Klautau (Casa
Civil), Valry Ferreira (Sespa) (já falecido), Paulo Elcídio (Casa Civil),
Coronel Roberto Kós (Casa Militar), Chembra (Assessor de Imprensa) (já
falecido) e o General Kleiton Tavares (Assessor da Presidência da República).
Não lembro o nome do Major (Casa Militar). A Sônia Maranhão (Secretária
Particular do Governador) entrou na sala várias vezes. Eu estava sentado na
ante-sala, esperando para falar com o governador, por isso sei de todos esses
detalhes.
Perguntem a algum dos que estão vivos e saberão quem é Almir Gabriel."
O que o senhor acha disso?
Acho que é muito sério.
Por que as pessoas que estavam lá não falam?

Anônimo disse...

Será que quando o Brasiliense trabalhou para o dr. Almir, até fazendo campanha pra ele no jornal o Paraense, pensava a mesma coisa?

O dr. Almir tem o direito de fazer o que quiser. Isso é democracia. Assim como todos tem o direito de escrever o que quiserem.

Mas que fica estranho quem idolatrava o agora velhinho ficar criticando o antigo ídolo, isso fica.

Anônimo disse...

O Fábio Castro perdeu ótima oportunidade de ficar calado. Aliás, todos os petistas deveriam ficar quuietos, quietos e deixar a onda passar. Isto é, a onda da derrota.
QuanTo mais eles tentam explicar, pois justificar não há como, eles enrolam mais a candidata deles.
E quanto mais ela falar no assunto em debates ou em programas, pior.
O estrago do apoio de Almir Gabriel no orquidário do PT dá para medir por aqui, desde sexta-feira. Ainda não tive a pachorra de contar, mas no olho é possível computar que os próprios petistas autênticos está desistindo de Ana Júli. Imagina o estrago que vai aprecer nas urnas.
JUSTIICATIVA?: SÓ O DESESPERO.

Anônimo disse...

Fábio foi um dos melhores retratos do governo de Ana Júlia, que foi buscar na Universidade os melhores.
Ótimos alunos de pós-graduação não se revelaram excelentes servidores públicos, principalmente quando não há massa crítica defensável.
Fábio Castro foi um exemplo, tantas trapalhadas teve que enfrentar. Suas teses na Sorbone servem, certamente, para enriquecer currículo e bibliotecas, mas não deram conta de sustentar na prática a comunicação do governo inpeto e corrupto em pequenas coisas, como o caso dos Curso de Pilotos de Helicóptros sob direção do namorado da governadora.
Fábio Castro, assim como Paulo Roberto Ferreira - que sem os títulos acadêmicos de Fábio tem a experiência de jornalismo que Fábio não tem - foram vítimas de um governo ruim. Antes deles, Fátima Gonçalves foi celerada e fez pior porque comandava o que não podia comandar.
Então, não adianta montar uma equipe de intelectuais, pós graduados no exterior ou habilidosos em jornalismo se o produto é ruim. Não há teórico, jornalista com ou sem diploma ou marketing que resolvam.
E quando se tenta pescar nas entranhas da ideologia a justificativa para episódios eleitoreisos como esse do Almir Gabriel, fica tudo muito confuso, uma meladeira danda que mistura inabilidade com a comunicação, teorias improváveis, hipocrisia, incoerência histórica e falta de vergonha.
Fábio Castro, poderíamos dizer, seria o último dos petistas (que foi cria de Paulo Chaves no governo de Almir Gabriel, no Centur, diga-se de passagem)a escrever uma asneira empolada e pretensamente intelectual como essa que se lê, para tentar jhsutiticar o injustificável e tentar enganar o leitor num maniqueísmo angustiante.
Pobre Fábio!
Pobre PT!
Pobre Ana!

Anônimo disse...

ALMIR GABRIEL SE ARREPENDER?
Só aqueles que não conviveram com ele são capazes de pensar uma bobagem dessa a respeito do caráter, da humaidade, do coração do ex-governador.

Anônimo disse...

Acho que Almir continua tucano como antes.
Essa história de ele brigar com o JATENE foi só para criar um cenário (falso) para que ele pudesse, primeiro, entrar na campanha do PMDB e por segundo na campanha da Ana, para destruir ambas as candidaturas e, assim, fazer o JATENE se eleger.
Foi jogada ensaiada com JATENE.
Pode ser uma tese conspiratória, mas perfeitamente factível: implantaram um tucano nos ninhos adversário e ele fez um estrago danado.
hahahahahaha

Anônimo disse...

Anônimo das 20:36, triste é ver um doutor em comunicação justificar o súbito amor do PT pela múmia Almir Gabriel. Fábio Castro escarrou na memória dos (mais de) 19 mortos em Eldorado dos Carajás, a mando do Almir. Fábio Castro desautorizou toda a campanha de Ana Júlia, que repetia como papagaio o crime hediondo da privatização da Celpa. e Fábio Castro fez de sua biografia papel higiênico.

Anônimo disse...

Melhor teria feito ficando calado.

Anônimo disse...

Dr. Almir é um senhor de coração duro e cheio de mágoas. Cara rancoroso. Ele não se conforma de ter sido defenestrado pelo povo paraense que preferia Jatene. Prova disso era a aprovação de Jatene naquela ocasião. Infelizmente o Dr. Almir precisa fazer análise e trabalhar esse lado da sua personalidade. Embora eu creia que seja mais uma questão espiritual.

Anônimo disse...

Almir Gabriel fazer análise?
Nem que Freud recussite para explicar.
Almir não é maior que Deus.
Ele tem certeza que é o Deus.
Como sabemos que ninguém é Deus - e pretender é uma blasfêmia - ele (Almir) não passa, de um ser humano cheio de falhas e um político ignóbil.

Anônimo disse...

Prof. Theodósio... Ops, desculpe, Prof. Fãbio, já que o senhor está propondo um adestramento do Almir Gabriel para ingressar nas fileiras do PT, se entendi bem a intenção do seu post, seria bom o senhor sugerir à sua ex-chefa que, publicamente, proponha a ele que faça sua auto-crítica sobre Eldorado do Carajás e, se aprovada pela cúpula partidária, que assine a ficha de filiação desse "grande" quadro.

Anônimo disse...

E o MST ainda vai continuar apoiando essa candidatura vergonhosa do PT?

Anônimo disse...

Esse Fábio castro nunca foi petista de verdade, no máximo ele é putysta. Tá explicado seu contorcionismo moral!

Anônimo disse...

Que coisa! Até parece que existe um lado bom nessa disputa pelo poder no Pará e no Brasil. Todos uns hipócritas!

Anônimo disse...

Ah, Fábio, tu nunca entendeste bem o que se passa na política do Pará, desde o governo Almir Gabriel até o de Ana Júlia, só tu mesmo não o sabes, vai te tratar meu irmãozinho.