Pages

sábado, 31 de julho de 2010

PF volta a investigar apreensão de remédios na casa de Juvenil

A Polícia Federal vai voltar a investigar o caso dos remédios encontrados em Altamira, na casa do presidente da Assembléia Legislativa do Pará e candidato ao governo do Pará pelo PMDB, Domingos Juvenil.
A apreensão foi feita em março deste ano, mas a investigação estava suspensa porque os advogados de Juvenil conseguiram liminar em ação que questionava o poder do juiz da 18ª Zona Eleitoral, Geraldo Leite, para atuar no caso.
Em julgamento hoje o TRE decidiu que Leite tinha competência para emitir o mandado que resultou na apreensão dos medicamentos.
Com isso, a PF vai continuar o inquérito que depois será entregue ao procurador eleitoral, Daniel Avelino. Caberá a ele, com base nas provas a serem coletadas pela PF, decidir se Juvenil deve ser ou não denunciado à Justiça.


Com informações da repórter Aline Brelaz que até a esta hora ainda está no TRE

TRE do PA indefere primeira candidatura com base na lei da Ficha Limpa

O ex-prefeito de Itaituba, Roselito Soares (PR), foi o primeiro político paraense a ter registro de candidatura indeferido pelo Tribunal Regional do Pará com base na lei da Ficha Limpa.
O julgamento acabou há pouco e o pedido de registro foi negado porque o candidato foi condenado por um colegiado. O crime foi compra de votos, cometido na última eleição municipal.
Também acusado por compra de voto, o vereador Mário Correa (PR) não teve a candidatura a deputado estadual cassada porque foi apenas multado.
O caso André Dias não foi julgado hoje. Faltou parecer do Ministério Público Eleitoral.

Com informações da repórter Aline Brelaz que acompanhou a sessão no TRE

Hoje é dia de radionovela

Da equipe da rádio Tabajara

O décimo segundo capítulo da radionovela "A Roda do Poder", que vai ao ar neste sábado, de 2 às 4 da tarde durante o programa jornalístico "Jogo Aberto", pela Rádio Tabajara FM 106 focaliza duas situações da campanha eleitoral em Pangará, estado fictício da radionovela.
No primeiro caso, um candidato paga cervejada para seus cabos eleitorais, mas sua ascensão financeira na política é comentada por amigos de infância.
No outro caso, o candidato é assaltado na rua em plena caminhada. O vistoso relógio de ouro do candidato rico é surrupiado por um ladrão, preso pela polícia. O candidato reclama da insegurança pública em Pangará.
O episódio da radionovela tem como título "ladrão que rouba ladrão tem 100 anos de perdão".
Além da radionovela, o programa aborda fatos da política do Pará e apresenta entrevista com a irmã Henriqueta Cavalcante, da CNBB, que coordena serviço de recebimento de denúncias contra corrupção eleitoral. Ela vai falar sobre compra e venda de votos, assim como de outras modalidades de crimes eleitorais.
O programa pode ser sintonizado ao vivo também pela Internet, no endereço www.radiotabajara.com.br

Mais três impugnações sendo julgadas pelo TRE neste momento

Suspensa a votação do caso Raimundo Pinheiro Santos (o juiz Luiz Neto pediu vistas), o TRE julga agora impugnações contra Márcio Correa (PR) e Roselito Soares, ambos do PR. Está na pauta também o caso do deputado tucano André Dias que teve impugnação feita pela coligação “Acelera Pará” por causa de contas de campanha rejeitadas.

Os números do Ibope

A esta hora, todo mundo já deve ter visto o resultado da última pesquisa Ibope, mas pelo menos para registro do blog, ai vão os números

Dilma Rousseff (PT) - 39%
José Serra (PSDB) - 34%;
Marina Silva (PV) - 7%.

Em caso de segundo turno:

Dilma Rousseff - 46%
José Serra - 40%
Votariam nulo ou branco - 6%
Indecisos - 8%.

O Ibope ouviu 2.506 eleitores com mais de 16 anos em 174 municípios de segunda (26) a quinta (29).

TRE começa a julgar impugnações

O primeiro caso de impugnação tendo como base a lei da Ficha Limpa está sendo votado neste momento no TRE. Raimundo Pinheiro Santos do PDT foi impugnado porque tem condenação por compra de voto na última eleição. O voto do relator Ricardo Nunes é pelo indeferimento do registro, ou seja, defende que Santos não seja candidato. Dois juízes já votaram contra o relator.

Com informações da repórter Aline Brelaz que acompanha a sessão do TRE

Atualizado às 12 h
O juiz Luiz Neto pediu vistas no processo. A votação continua na próxima sessão

Ótimo sábado a todos

sexta-feira, 30 de julho de 2010

Abertas inscrições para Mostra Competitiva Vivo ARTE

Os interessados podem participar nas duas categorias – Mostra Competitiva Nacional e Mostra Regiões do Brasil, com quantos trabalhos quiserem.
Podem ser inscritas obras audiovisuais com duração de 20 segundos a 3 minutos, realizadas em qualquer tipo de mídia ou suporte na captação das imagens.
Na Mostra Competitiva Nacional, até dez obras serão eleitas pelo júri oficial do festival e cada realizador receberá um aparelho celular com recursos audiovisuais e multimídia, além de convidados a participar do evento de Belo Horizonte, que acontecerá de 18 a 21 de novembro de 2010. O primeiro lugar leva R$ 10.000,00 em dinheiro. O segundo e o terceiro, R$ 5.000,00 e R$ 3.000,00, respectivamente.
As inscrições são gratuitas e o regulamento completo está no site www.artemov.net

Chapa 1 vence Eleições na Fenaj

Celso Schröder, da Chapa 1 é o novo presidente da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) para o triênio 2010/2013. Os dados parciais são de que ele obteve 2.736 votos contra 1.210 da Chapa 2, encabeçada por Pedro Pomar.
No Pará, a eleição foi acirrada e terminou com vitória da chapa 2 por 55 a 44 votos

O blog recomenda

Tem link novo na minha lista de blogs.
A página do professor Luiz Araújo deve ser parada obrigatória para quem se interessa por questões ligadas à área da educação. Paraense, secretário municipal de Educação na administração de Edmilson Rodrigues, Araújo é mestre em Políticas Públicas pela UNB e doutorando na USP. Tem se dedicado especialmente ao estudo do financiamento da educação no Brasil.

Serra evita Altamira

Duas notinhas pescadas do Informe JB

Tô fora
O candidato José Serra (PSDB) vai ao Pará na segunda-feira, mas evitará passar por Altamira, onde a prefeitura é tucana. A cidade concentra o debate sobre a usina Belo Monte.
* * *
O fato é que Serra ataca a construção da usina. E a cúpula tucana da cidade é a favor. Serra vai ao tradicional Mercado Ver o Peso, de Belém, e depois visita Paragominas.

Atualizado às 13h37
A assessoria do candidato Simão Jatene informou há pouco que José Serra cancelou a vinda ao Pará. Responsável pela agenda do candidato, a senadora Marisa Serrano explicou aos tucanos paraenses que Serra ficará a semana toda em São Paulo, preparando-se para o primeiro debate televisivo, na próxima quinta-feira na TV Bandeirantes.

Site de Jatene sofre ataques

Desde que entrou no ar o site do candidato da coligação “Juntos com o Povo”, Simão Jatene, sofreu uma série de ataques. Na manhã de hoje, hackers conseguiram tirar a página do ar por mais de uma hora e meia. A assessoria de imprensa do candidato informou que a equipe técnica está reforçando as áreas de segurança do site que já está no ar novamente.

Domingos Juvenil em Castanhal


Foto de comício em Castanhal, na última quarta-feira

A agenda dos candidatos para esta sexta-feira

Simão Jatene (coligação Juntos com o Povo)
Passa a manhã desta sexta-feira em Chaves, na ilha de Marajó, onde participará de uma caminhada pelo Centro da Cidade. À tarde, a partir das 16h, cumprirá agenda em São Caetano de Odivelas e Vigia. Nos municípios, Jatene participa de carreata e reúne-se com lideranças locais.

Fernando Carneiro (PSOL)
Acompanhado pelo senador José Nery, o candidato passa o dia no município de Marabá. Pela manhã, visitará áreas de ocupação, conversará com lideranças locais e reunirá com trabalhadores rurais sem-terra. À noite, participa da comemoração de 11 anos do Assentamento 26 de março.

Domingos Juvenil (PMDB)
Pela manhã irá reunir-se com prefeitos do interior. No início, da tarde, participa de reunião com lideranças empresariais. Final da tarde e início da noite, terá reunião com Comando de Campanha para acertos da viagem do final de semana.

Ana Júlia Carepa (Acelera Pará)
Faz lançamento regional da campanha em Bragança, pela manhã, e em Salinas, à tarde.
Às 9 horas, em Bragança, Ana Júlia se reúne com lideranças políticas, empresários e candidatos proprorcionais. Às 14 horas, estará no Hotel Solar, na Praia do Maçarico, e se reunirá com lideranças políticas e empresariais, além de candidatos proporcionais, para o lançamento de sua candidatura na região do Salgado.

quinta-feira, 29 de julho de 2010

Frente Popular recorre contra multa a Ana Júlia

Recebi da assessoria de imprensa da coligação Frente Popular Acelera Pará a nota abaixo sobre a multa imposta pelo TRE à candidata:


A assessoria jurídica da Frente Popular “Acelera Pará” formalizou nesta terça-feira, 27, embargos declaratórios junto ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) contra a decisão que condenou a governadora Ana Júlia Carepa, candidata à reeleição por uma coligação de 14 partidos, a pagar R$ 127 mil reais de multa por suposta propaganda extemporânea.
Embargos declaratórios são um recurso utilizado para suprir omissão, aclarar obscuridade, sanar contradição ou dúvida sobre qualquer decisão judicial. O principal efeito é a suspensão da eficácia da decisão embargada, sob pena de comprometimento da integridade da sentença.

A multa do TRE pune a governadora pela veiculação da 7ª Edição da Revista “Bacana”, divulgada entre os meses de setembro a dezembro de 2009, além de material publicitário de divulgação da revista. Os advogados da Frente Acelera Pará alegam que, na sentença, o TRE não se pronunciou sobre pontos considerados nevrálgicos pela defesa. Os advogados observam que a suposta propaganda extemporânea ocorreu em período muito anterior ao eleitoral. A Lei das Eleições, em seu art. 36, restringe a veiculação de propaganda eleitoral a partir de 5 de julho do ano da eleição, não demarcando um período pré-eleitoral, conforme expresso na sentença.

No recurso, os advogados citam decisões do próprio TRE, considerando o período pré-eleitoral a partir de 1º de outubro do ano da eleição. Sendo assim, argumentam, setembro deveria ser excluído da sentença, não se justificando a pena máxima aplicada.

O recurso questiona também a proporcionalidade entre o número de exemplares circulantes da revista, cerca de 35 mil, e o universo de eleitores do estado – em torno de cinco milhões de pessoas. “É inimaginável que trinta e cinco mil cidadãs e/ou cidadãos paraenses, saiam às ruas em uníssono pregando voto em determinado candidato, por terem lido algumas páginas de uma revista. Isso seria um insulto à inteligência dos eleitores paraenses”, argumentam os advogados da Frente, que pretendem recorrer da sentença ao Tribunal Superior Eleitoral, mas para isso é imprescindível que o acórdão do TRE esclareça as lacunas identificadas nos seguintes questionamentos apresentados nos embargos:

I – O que é o período macro-eleitoral e quais são os seus marcos delimitadores?

II - A pretensa propaganda extemporânea foi veiculada durante o período nominado como macro-eleitoral?

III – Houve exame da proporcionalidade entre o número de exemplares pubolicados, o universo de eleitores e a pena aplicada?

IV – A decisão em questão é compatível com o princípio da livre manifestação do pensamento e à liberdade de imprensa?

V – A embargante poderia utilizar a sua imagem na edição da revista, sem que houvesse expresso pedido de voto?

Multas por propaganda eleitoral irregular já passam de R$ 500 mil

Da Assessoria de Imprensa do Ministério Público Federal

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) no Pará aplicou este ano um total de R$ 523 mil em multas por propagandas eleitorais irregulares denunciadas pelo Ministério Público Federal (MPF) no Estado.

Até ontem, 28 de julho, haviam sido encaminhadas pelo MPF ao TRE 46 representações, a maioria por propaganda antecipada e pela utilização de outdoors, práticas proibidas pela legislação eleitoral.A maior multa foi confirmada pelo TRE nesta terça-feira, 27 de julho.

O tribunal negou recurso ajuizado pela governadora do Estado, Ana Júlia Carepa, Bacana Comércio de Publicações, Partido dos Trabalhadores (PT), Formosa Supermercados e União das Indústrias Exportadoras de Carne do Pará (Uniec) contra decisão que condenou o grupo por propagada irregular na revista Bacana do final de 2009.

Na representação o procurador da República Fernando Aguiar destacou que a edição número 7 da revista foi quase integralmente dedicada à governadora, pré-candidata à reeleição. Ana Júlia Carepa e a empresa Bacana terão que pagar multa de R$ 126 mil cada um, o PT foi condenado ao pagamento de R$ 10 mil e o Formosa Supermercados e a Uniec foram multados em R$ 5 mil cada um, em um total de R$ 272 mil em multas.

Ontem os condenados recorreram contra a decisão e aguardam novo julgamento.Além de Aguiar, atuam pelo MPF junto ao TRE os procuradores da República André Sampaio Viana, Igor Nery Figueiredo e Daniel César Azeredo Avelino, que é o Procurador Regional Eleitoral.

Rede Mobiliza do PSDB tem programação hoje

O grupo Rede Mobiliza, do PSDB, fará uma mobilização, hoje para divulgar a campanha dos candidatos da coligação Juntos pelo Povo: Simão Jatene para o governo, Flexa Ribeiro para o Senado, e José Serra para presidente, além dos candidatos proporcionais.
A concentração será em frente à sede do PSDB, na Av. Governador José Malcher, às 17h30.De lá, o grupo Rede Mobiliza segue para a Doca de Souza Franco, onde faz bandeirada e outras ações de mobilização

Mudança na agenda de Ana Júlia

Da Assessoria de Imprensa da candidata

A caminhada da candidata Ana Júlia Carepa (PT) pelo bairro da Cabanagem, na manhã desta quinta-feira, 29 de julho, foi suspensa em razão de um compromisso de governo ocorrido às 8h30, seguido de reunião da coordenação de campanha.
Está mantida a agenda da tarde, às 17 horas, com a caminhada pelo distrito de Icoaraci, a partir da Avenida Arthur Bernardes com a Rua Soledade.

Agenda dos candidatos para hoje

Simão Jatene (coligação Juntos com o Povo)
Participa de reunião com líderes políticos de Marapanim. À tarde recebe líderes políticos e comunitários dos municípios de Bonito, Pacájá, Timboteua e Itupiranga.

Fernando Carneiro (PSOL)
Café da manhã com lideranças populares na Cidade Nova IV, em Ananindeua, seguida de caminhada na feira do conjunto.
À noite tem reunião com o movimento popular do bairro da Cabanagem, em Belém e, 20 horas, inauguração do Comitê do candidato a deputado federal Beto Andrade.

Ana Júlia (Acelera Pará)
Pela manhã, estará no bairro da Cabanagem para uma caminhada, com candidatos proporcionais e militantes da Frente ‘Acelera Pará’.
À tarde, a partir das 17horas, vai a Icoaraci e caminha a partir da Travessa Soledade até a Praça do Polo Oleiro, na Rua Coronel Juvêncio Sarmento

Caminhada no Jurunas


quarta-feira, 28 de julho de 2010

Maluf impugnado

No Congresso em Foco

A Procuradoria Regional Eleitoral de São Paulo (PRE-SP) contestou nesta quarta-feira (28) o registro de candidatura do deputado Paulo Maluf (PP-SP) com base na Lei da Ficha Limpa (Lei Complementar 135/10). O órgão entrou com uma ação de impugnação após o Tribunal de Justiça (TJSP) negar recurso do parlamentar contra condenação por participação em esquema de superfaturamento na compra de frangos em 1996, quando ele era prefeito de São Paulo. Após a defesa apresentar seus argumentos, o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SP) pode analisar se o deputado vai continuar na disputa ou não.

A ação de impugnação é baseada em três fatores. O pedido de prisão dele ainda em aberto pela Justiça dos Estados Unidos, a condenação por superfaturamento na prefeitura de São Paulo e a não quitação de multa eleitoral. Em abril, ele foi condenado pela 7ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo na ação de improbidade administrativa em que era acusado de superfaturar a compra de frangos.

A compra de 1,4 tonelada de frango custou R$ 1,39 milhão ao município. O parlamentar recorreu da decisão. No entanto, na última segunda-feira (26), os desembargadores da Câmara negaram o recurso e confirmaram a decisão.

Notícias de Giovanni Queiroz

No blog do prefeito de Ananindeua, Helder Barbalho

Giovanni voltará em dez dias ao batente eleitoral
Recebo notícias de que o deputado federal Giovanni Queiroz está na sala de cirurgia do Instituto do Coração, em São Paulo. Neste momento ele está sendo operado para a implantação da última das três pontes de safena que receberá. A assessoria do deputado relata que está sendo um sucesso o procedimento e que, apesar do apelo de todos para que fique pelo menos uns 15, 20 dias de repouso, Queiroz diz que retornará em dez dias para o batente eleitoral. Daqui desejo muita saúde e pronto restabelecimento ao deputado.

Jatene reúne lideranças do oeste do Pará



Na foto, Nelio Aguiar (D), o candidato a vice, Helenilson Pontes; Simão Jatene; o deputado federal, Lira Maia e o deputado estadual, Alexandre Von

Ana Júlia faz caminhada no Guamá

Jatene tem novo Jingle

A assessoria do candidato Simão Jatene envia link para o novo jingle da campanha.
O autor é Edilson Moreno, o mesmo de “Alô, Alô Novo Pará” que continuará sendo usado.



Baixe o Jingle

Queridos comentaristas

Os seis leitores fiéis do blog já devem ter lido aqui o quanto eu gosto dos comentários e como dói quando preciso recusar algum.
Por isso, vou pedir mais uma vez: vamos evitar ataques pessoais, xingamentos, falar da forma física dos candidatos (eleição não é concurso de beleza). Vale criticar, usar do bom humor para protestar, mas sem baixarias Ok?

Pérolas do twitter

Vou publicar, a partir de hoje, perólas colhidas no twitter. A primeira é da Adelina, comentarista emérita aqui do blog

"Campanha dá um trabalho tão grande que é por isso que tem gente que quando se elege passa 4 anos sem fazer nada"

Rádios geradoras

O programa eleitoral gratutito no rádio será gerado pela Boas Novas, depois Guajará FM e, por fim, Rádio Cultura. Cada uma será responsável por 15 dias de geração.
Partidos e coligações terão novo encontro no TRE, 11 de agosto, para o sorteio da ordem em que aparecerão no programa e a divulgação detalhada dos tempos de cada um.

Comentário
Para as emissoras de rádio e TV ser gerador do programa é um aborrecimento. É preciso estar atento para o tempo exato de cada candidato, mas o pior é quando começam a pipocar direitos de resposta e punições com perda de minutos no rádio e TV.
É necessário ter uma pessoa dedicada a fazer esses ajustes.Talvez por isso, TV Liberal e SBT tenham alegado falta de estrutura e pedido para ficar fora do sorteio. A justiça negou o pedido afirmando que se elas estão no ar é porque têm estrutura para gerar os programas.
Ao final, contaram com a sorte e não foram sorteadas.

PM tem 48 horas para explicar aluguel de veículos

No Diário do Pará

O comandante-geral da Polícia Militar, coronel Augusto Leitão, tem prazo de 48 horas, a contar desta quarta-feira, para informar aos promotores Armando Brasil e Gilberto Valente Martins quais os critérios usados para o aluguel de 450 carros de passeio que servirão à PM nos próximos dois anos. O ofício endereçado ao Comando-Geral é assinado pelos dois promotores, que abriram investigação sobre o caso. O coronel Leitão, que está em férias fora do Brasil, já foi avisado por auxiliares sobre o procedimento aberto pelo Ministério Público.

Leia matéria completa aqui

Geração

Record, Cultura e RBA serão as emissoras responsáveis pela geração do programa eleitoral gratuito na TV. Cada uma fará a geração por 15 dias, começando pela Record.
Boas Novas e TV Nazaré ficarão de sobreaviso para o caso de haver problemas com uma das geradoras.
SBT e TV Liberal não foram sorteadas.

terça-feira, 27 de julho de 2010

O alerta de Zé

Candidato a deputado federal, o presidente do PV, José Carlos Lima fala, no blog dele, das dificuldades dos candidatos às eleições proporcionais para levar as mensagens ao eleitorado: "se quiserem ser ouvidos e conquistar votos, têm que rebolar muito", afirma no texto que você lê abaixo.

Eleições dos intermediários
Os partidos e seus candidatos estão encontrando dificuldade de acessar o povo.
É isso mesmo. Não tem comício, os partidos, sozinhos, não conseguem chamar a sociedade para ouvi-los.
Nos programas eleitorais da televisão e rádio apenas os majoritários tem um pouco da atenção. Os proporcionais, se quiserem ser ouvidos e conquistar votos, tem que rebolar muito.
Num quadro assim só recorrendo ao auxílio de intermediários. E quem são estes intermediários? Sindicatos, associações, movimentos organizados, grupos culturais, Igrejas, lobistas ou agenciadores de votos, as chamadas lideranças ou cabos eleitorais.
Estes organismos aglutinam pessoas e formam redes de interesses, depois negociam com os interessados o apoio em troca do atendimento de suas demandas. Muitas vezes se a demanda for atendida até deixam de considerar o passado do pretendente.
O custo destes atendimentos implicam somas de dinheiros e outras estruturas que a maioria não tem com atender e, mesmo sendo uma promessa de bom político, ficha limpa, preparado intelectualmente, com experiência acumulada, ficará sem o apoio e perderá as eleições.
O quadro que estou testemunhando é preocupante para o futuro da democracia brasileira, creiam nisso.

Carreata em Mocajuba


Carreata em Breves


Caminhada na Terra Firme


Agenda dos candidatos para esta quarta-feira

Domingos Juvenil (PMDB)
Reúne-se com a assessoria de campanha durante o dia , à noite, participa de carreata e comício na cidade de Castanhal.

Fernando Carneiro (PSOL)
Às 9h, caminhada no bairro do Jurunas, em Belém. À noite, às 20h o candidato vai prestigiar as eliminatórias do II Festival de Música Popular Paraense, em Belém.

Ana Júlia (Coligação Frente Popular Acelera Pará/ PT, PTB, PR, PP, PSC, PHS, PTN, PT do B e PTC, por PDT, PSB, PC do B, PRB e PV)
À partir de 9 horas, caminhada pelo bairro da Terra Firme. No final da tarde, às 17horas, Ana Júlia vai ao bairro de Canudos.

Simão Jatene (coligação Juntos com o Povo/ PPS, PMN, PRP, PSDC e PRTB)

Pela manhã, participa de reuniões com líderes políticos de Bragança e Castanhal. À tarde, reúne-se com onze pastores de diferentes denominações evangélicas.

Viva ele


A rotina dos caçadores de votos

Para quem pensa que vida de candidato é um mar de rosas, sugiro o post do excelente blog CJK. Resumo perfeito da rotina de muitos caçadores de votos


CANDIDATO SOFRE
Nestes dias o que mais se escuta é o folclore de campanha.É um tal de candidato "suando" para ganhar uns votos.Político paraense não beija só criancinha.Tem que "mexer o rodo" no tacho do forno de casa de farinha, dançar carimbó, comer peixe ou galinha preparada no fogaréu de óleo diesel ou no carvão, raspar uxi nos dentes, deliciar-se com turú (temperado com umas gotinhas de limão), engolir a poeira das estradas temperada com água da bica, comparecer (e fazer discurso) em enterro de anão, pagar o enterro do mencionado deficiente em altura, recitar versículos da Bíblia (sacrilégio...), conhecer e aplaudir a vida e obra do vereador Zé Ruela do Caixa-Prego, dançar a valsa de honra na festa de 15 anos da filha do insigne legislador-mirim, e ainda achar graça quando lhe baterem a carteira naquele furdunço que se forma na subida do palanque.Sim, tudo isso, e fingir que não ouve os apartes do bêbado que fica gritando palavrões na hora em que está fazendo seu discurso de "prestação de contas", receber aquele prefeito ingrato que lhe deve tudo, e ouvir que ele "vai votar no senhor, mas o grupo dele, sabe, já fez compromisso com outro (sic)". Ao chegar num município distante, encontrar o muro da casa do seu "cabo eleitoral" pintado com o nome de outro candidato, e ter que rir quando ele explicar que "foram uns meninos que pintaram isto aí", e elogiar o cafézinho que a mulher dele lhe servir, enquanto ela enverga uma camiseta justamente daquele adversário...E outras e outras histórias, estamos só no começo da campanha.Boa sorte a todos os candidatos, o poster tem por vocês uma sincera simpatia e profunda compaixão.

Eleições na Fenaj

A eleição para a nova direção da Federação Nacional dos Jornalistas (Fenaj) será realizada em Belém na próxima quinta-feira, 29.
Haverá cinco urnas: três fixas (Sinjor, DP/RBA e O Liberal) e duas itinerantes que serão levadas às agencias de comunicação e assessorias de imprensa.

Comentário
Esta repórter que vos escreve não votará. Estou afastada do sindicado. mas recomendo a chapa 2 porque acredito que é preciso renovar a Fenaj.

Mais Jingles

Para ouvir o de Elcione Barbalho (PMDB), clique aqui
O jingle de Simão Jatene (PSDB), ouça aqui

Julgamentos

O TRE está julgando, neste momento, os primeiros registros de candidaturas às eleições deste ano.
Os primeiros a serem julgados e aceitos foram os candidatos da coligação PTN, PSC, PTC, PT do B. O TRE já julgou também a coligação “Cresce Pará” (PRB, PDT, PV, PC do B, PSB).
Em bloco foram julgadas as candidaturas do Psol, entre elas, as de Edmilson Rodrigues, Araceli Lemos e José Nery, candidiatos à Assembleia Legislativa. Todos aprovados até agora.

A expectativa maior, contudo, é para o julgamento das impugnações.

Agenda dos candidatos para esta terça

Fernando Carneiro (PSOL)
Às 18 horas, terá reunião com lideranças comunitárias do bairro Pirapora, em Castanhal.

Simão Jatene (Juntos com o Povo)
Reúne-se com líderes políticos dos municípios de São Francisco do Pará e de Salvaterra.

Domingos Juvenil (PMDB)
Durante o dia, terá reuniões com a assessoria de mídia e, à noite, com seus assessores para fechamento da agenda da semana.

Ana Júlia Carepa (“Frente Popular Acelera Pará”)

Às 9 horas, vai à Terra Firme para uma caminhada. À tarde, a partir das 17 horas, caminhada pela Travessa da Vileta, na área do canal.

Tucano na rede

Acaba de entrar no ar o site oficial da campanha do candidato tucano ao governo do Pará, Simão Jatene.
Foram relançados também um blog e perfis em mídias sociais, como Orkut, Facebook, Flicker, YouTube e Twitter. O candidato já havia feito uso dessas plataformas na fase pré-campanha e agora promete entrar para valer na rede.
Para mais detalhes clique aqui

segunda-feira, 26 de julho de 2010

Ana está em Brasília

Ana Júlia, Duciomar Costa e Paulo Rocha estavam há pouco no gabinete do ministro das Relações Institucionais do governo Lula, Alexandre Padilha. Na pauta, as obras do PAC em Belém e, claro, aliança para a campanha à reeleição.

Serra em Belém no próximo domingo

José Serra desembarca no próximo domingo, à noite, em Belém.
Na segunda-feira, passeia pela cidade. Deve ir ao Ver-o-Peso.
Depois, participa da inauguração do comitê central da campanha e segue para Altamira com Simão Jatene.

Tribunal de Justiça concede liberdade a João Carlos Carepa

No site do TJE

As Câmaras Criminais Reunidas concederam, na manhã desta segunda-feira, 26, liberdade provisória para o assistente administrativo, João Carlos Vasconcelos Carepa, até julgamento de recurso de apelação penal. O réu foi condenado pela juíza Graças Alfaia Fonseca, titular da Vara de Crimes Contra Crianças e Adolescentes de Belém, a 15 anos de reclusão - em regime inicialmente fechado - por abusar de uma menina de 11 anos de idade, em 2006.

A desembargadora relatora do processo, Brígida Gonçalves dos Santos, acolheu os argumentos da defesa que, entre outras alegações, sustentou que o acusado havia acompanhado o trâmite do processo em liberdade e, portanto, a lei permitia que o mesmo apelasse na mesma condição.

A defesa afirmou ainda que o decreto de prisão de Carepa era ilegal, pois não havia fato novo que justificasse a prisão do réu em decorrência de sentença condenatória, tendo em vista que Carepa acompanhou a instrução penal solto e não causou embaraço ao andamento do processo. Desta forma, a relatora cassou a liminar anterior que manteve o decreto de prisão do acusado, concedendo-o a liberdade provisória.

O voto da relatora foi acompanhado à unanimidade pelas Câmaras.

Na praia 2


Na estrada


Na praia 1


O tempo de cada um

O TRE ainda não definiu o tempo dos partidos e coligações para a propaganda eleitoral no rádio e TV.
Promete faze-lo até 5 de agosto.
Em uma coligação que reúne 14 partidos, Ana Júlia ficará com o maior tempo. Em torno de oito minutos.
Jatene ficará com algo em torno de 4 minutos e 45 segundos.
Para Domingos Juvenil, serão destinados cerca de 3 minutos e 20 segundos.

Produtoras

Comandada por Orly Bezerra, a campanha de Simão Jatene será produzida na 3D.
Com o tempero baiano na Link, a de Ana Júlia será feita na Digital. A TV Norte fará a de Domingos Juvenil que tem comando de Alexandre Marins.

Na rede

A campanha da “Frente Popular Acelera Pará” de Ana Júlia Carepa tem sido, até agora, a que melhor explorou as mídias sociais, principalmente o twitter.
Ana Júlia tem um blog simples, mas atualizado com freqüência, embora sinta falta de mais comentários. Acho que a moderação está sendo muito rígida. Poderia permitir um debate mais rico, para além dos elogios e agradecimentos.
No twitter, a candidata está mais solta, interagindo com os tuiteiros e tem também a conta “AceleraPA” que passa a agenda de campanha, fotos, comentários. Isso sem contar os militantes que não fogem das polêmicas.

Quando entra no twitter, Simão Jatene não se sai mal. Também interage, responde a algumas questões polêmicas, mas sua presença é esporádica. Quem acompanha o tucano pela twitter fica com a impressão de que ele ainda não está em campanha.

Domingos Juvenil aparece pouco e limita-se a falar da agenda de candidato e agradecer às mensagens de apoio. Não dialoga com os internautas.

O candidato do Psol, Fernando Carneiro abriu uma conta no microblog, fez algumas análises, mas reduziu a presença.

Marqueteiros ouvidos pelo blog concordam que a Internet não será decisiva nesta eleição. Ficará a anos luz de ter a repercussão da campanha de Barack Obama - o modelo a que todos se referem quando falam em propaganda eleitoral na rede.
Mas não há como negar os efeitos dessa mídia, especialmente sobre formadores de opinião e eleitores mais jovens.
Acredito que a rede poderia ser usada também como laboratório, para testar a repercussão de determinadas idéias.
Há um mundo de possibilidades que as campanhas ainda não estão explorando.


Para seguir os candidatos no twitter
Ana Júlia
Simão Jatene
Domingos Juvenil
Fernando Carneiro

Recado da natureza

A principal notícia de que Salinas é que dez carros foram arrastados pela maré no último final de semana.
Imagino o desespero de seus donos. O seguro cobre esse tipo de sinistro?
Mas é de se perguntar também: não seria bem feito?
Todo ano, carros são arrastados. Todo ano, as pessoas insistem em parar seus possantes à beira mar, alguns com os sons nas alturas.
Está passando da hora de termos um choque de civilidade nas praias do Estado.
A natureza tem dado seus recados.

Falando nisso, a última edição de Veja traz matéria sobre o assunto.

Assassinatos marcam retomada da exploração de ouro em Serra Pelada

No site do Estadão


A violência marcou o período em que a empresa Colossus Minerals Inc., com sede em Toronto, e a Cooperativa de Mineração dos Garimpeiros de Serra Pelada (Coomigasp) fecharam contrato para explorar ouro no local. Houve três assassinatos, um suposto suicídio, tiroteios e a intervenção de um ex-araponga indicado pelo então ministro, hoje senador, Edison Lobão (PMDB-MA).

O Estado revelou ontem que o grupo de Lobão montou um esquema com empresas de fachada e caixa 2 e tomou o controle da Coomigasp para garantir a exclusividade na exploração do ouro subterrâneo da jazida, localizada no município de Curionópolis, na região sul do Pará.
Um dos assassinatos ocorreu em maio de 2008. A execução do sindicalista Josimar Barbosa, presidente afastado da Coomigasp e rival do grupo ligado a Lobão, facilitou o avanço da Colossus. Morto com 13 tiros por dois motociclistas até hoje não identificados, Barbosa tinha obtido na Justiça o direito de voltar ao posto.

À época, a Coomigasp estava sob controle de Valdemar Pereira Falcão, um dos aliados de Lobão. Na Justiça, Josimar alegou que o rival havia sido eleito em uma assembleia sem quórum. O argumento funcionou, mas a liminar não chegou a ser cumprida. Houve o assassinato.
Associados passaram a apontar o grupo de Valdemar como culpado. A contenda enfraqueceu a turma ligada a Lobão. Fragilizado, em outubro de 2008 Falcão pediu à Justiça do Pará que determinasse intervenção na Coomigasp. A desembargadora Maria Rita Lima Xavier aceitou o pedido e coube a Lobão, à época ministro de Minas e Energia, indicar o interventor. A parceria com a Colossus seguiu firme.

Velho amigo. Lobão indicou como interventor um velho amigo, o coronel da reserva do Exército Guilherme Ventura, ex-agente do Serviço Nacional de Informações (SNI). Ele fora secretário de Segurança Pública do governo de Lobão no Maranhão, em 1993 e 1994 , e tem no currículo ações de repressão a movimentos de posseiros.

Quando Ventura apareceu no garimpo, em 2008, a Colossus tinha fechado o primeiro contrato com a Coomigasp, que garantia à empresa participação de 51% na sociedade para extrair ouro.
Ventura enviou ofício à Justiça propondo varrer o povoado de Serra Pelada, transferindo os 7 mil habitantes para outra área. Fez uma lista de supostos criminosos do garimpo - todos contrários ao acordo com a Colossus.

Um dos mais destacados opositores do acordo com a empresa morreu em fevereiro de 2009. O corpo de José Ornédio de Lima, o Zé da Padaria, de 46 anos, e 0 da sua mulher, Vânia, foram encontrados no casebre em que viviam. A polícia concluiu que Vânia, em depressão, teria matado o marido e depois se suicidado.

A versão é contestada pelos antigos aliados de Zé da Padaria, também acusados de violência. Integrante de uma caravana de Imperatriz (MA) escalada para defender o contrato com a Colossus, Manoel Batista Oliveira morreu quando o ônibus em que viajava foi alvejado por atiradores, perto da entrada do garimpo.

Assessor eleito. Em janeiro de 2009, Ventura conduziu uma eleição para escolher o novo presidente da Coomigasp. O vencedor foi Gessé Simão, ex-vereador de Imperatriz e homem de confiança de Lobão, que nos anos 1980 assessorou o ex-deputado e ex-prefeito de Imperatriz Davi Alves Silva - assassinado em 1992.

Foi com Gessé no comando da cooperativa que a Colossus conseguiu fechar, em setembro de 2009, um aditivo aumentando para 75% a sua participação no negócio. Dois meses depois, o presidente da Coomigasp disse aos associados que haviam sido feitas "alterações" no contrato. Elas foram aprovadas por unanimidade.

Leia mais aqui

domingo, 25 de julho de 2010

Vamos lá?


A democracia no balcão

Recomendo como leitura deste domingo, o artigo do professor Gaudêncio Torquato (*), publicado em O Estado de S. Paulo de hoje


Quanto custa a democracia?
Depende. Numa sociedade de cultura política desenvolvida o custo é diferente do de nações onde as instituições políticas e sociais ainda estão em processo de consolidação. O grau de desenvolvimento de um povo é boa régua para aferir a qualidade de um sistema democrático. Sob essa hipótese, pode-se garantir que quanto mais elevado o grau civilizatório de um povo, mais forte e menos custosa será sua democracia. Na ciência dos comportamentos políticos e sociais, porém, as questões não podem ser simplificadas. Não se pode esquecer que a nova disposição do mundo, abrigando amplas conexões e integração de interesses, passa a ser fator essencial na avaliação da ordem democrática de países centrais e periféricos. Os norte-americanos, por exemplo, quando avaliam a eficácia de sua democracia, levam em conta a influência que gera em outros espaços, conformando-se até com o fato de que ela começa a corroer o bolso. Veja-se a conta que pagam: US$ 1,15 trilhão para arcar com os custos das guerras no Afeganistão, no Iraque e em outras regiões do mundo. A fabulosa quantia só é menor que os US$ 4,1 trilhões gastos na 2.ª Guerra.


E quanto custa a democracia brasileira? Impossível fechar a planilha. É razoável apontar uma tendência a partir de dados que se conhecem: nossa democracia vem subindo de preço. Como não somos uma nação-império, que tem de arcar com as despesas de outros (excetuando-se o perdão concedido a débitos de países africanos e um ou outro nas proximidades), a conclusão é de que os buracos no tecido democrático são feitos aqui mesmo e por conta dos nossos padrões democráticos. Há maneiras diferentes de avaliar o rombo. Dentre elas estão gastos excessivos com estruturas públicas nas três instâncias da Federação; o adensamento das massas funcionais; a multiplicação de municípios; a sempiterna disposição de expandir o número de Estados (tramitam projetos para a criação de mais três entes federativos); os excessivos dispêndios com a burocracia inoperante; o superfaturamento de obras, ilícito banalizado que já se encaixou na rotina da administração; a ausência de planejamento com metas para os serviços públicos... Não é de admirar que esse conjunto mal-ajambrado se reflita no desenvolvimento do País, a partir da distorção na taxa de poupança nacional em relação ao PIB, que em 2009 foi de apenas 14,6%, baixa em comparação com outros países. Basta lembrar que a taxa de poupança da China é de 40% do PIB. Anote-se ainda que os chineses não são bom exemplo de democracia.

Há, porém, em nosso território um nicho que faz relação direta com o ideário democrático. Trata-se do sistema eleitoral. O escopo da democracia pode ser sintetizado pelo famoso dito de Lincoln: a democracia é o governo do povo, pelo povo e para o povo. O povo é, portanto, fonte primária do poder, de conformidade com o princípio da soberania popular, o qual está bem explícito no preâmbulo e artigo 1.º da Constituição de 1988. Para representar o povo políticos se engalfinham numa disputa que se torna a cada ciclo eleitoral mais acirrada e competitiva. Assim, a escolha da representação, que constituía dever de honra no berço da democracia, a velha Grécia dos grandes filósofos, transforma-se em negócio dos mais rentáveis. A bolsa da política impõe novos métodos de ação e incorpora práticas usadas no mercado de compra e troca de bens e mercadorias. Torna-se tão atraente que este ano juntará na arena eleitoral cerca de 20 mil candidatos para disputar o voto de 135 milhões de eleitores.

Por essa trilha podemos acompanhar a evolução contínua do custo da operação política essencial à oxigenação da democracia. Trata-se do custo do voto, que sobe às alturas. Vejamos.

Na campanha presidencial de 2002 o então candidato José Serra despendeu R$ 18.177.712 e Luiz Inácio gastou até mais, R$ 26.589.234. Este ano Serra gastará R$ 180 milhões, que significam um aumento de 890,22% em relação a 2002 e de 119,78% em relação ao gasto de R$ 81.900.000 feito por Geraldo Alckmin em 2006. Já a candidata Dilma Rousseff poderá gastar este ano R$ 157 milhões, representando um acréscimo de 490,46% em relação ao gasto por Lula na campanha de 2002 e de 50,52% em relação aos gastos da campanha de 2006, quando o PT gastou R$ 104.300.000. Trata-se de extraordinário aumento do custo do voto, principalmente quando se consideram as proibições feitas pelo Tribunal Superior Eleitoral, como brindes, camisetas promocionais, outdoors e showmícios com artistas. Se a campanha deste ano é mais reduzida, abriu outras direções (e despesas), a partir da logística, cujo suporte nos deslocamentos é dado por modernas aeronaves.

A substancial expansão de custos tem que ver também com a profissionalização de estruturas, nas quais se abrigam institutos de pesquisas, agências de marketing, comitês e exércitos bem treinados nas técnicas de cooptação. A formatação global do pleito em São Paulo, que abriga mais de 30 milhões de eleitores, desce ao microcosmo e chega ao menor dos Estados, onde o custo do voto vai aos píncaros. O voto em Roraima, com cerca de 270 mil eleitores, chega a R$ 116,72. A equação leva em conta as densidades eleitorais: quanto maior o número de eleitores, mais barato o voto. Em São Paulo, maior colégio eleitoral, o custo por eleitor é de R$ 6,51, mas na campanha de 2002 era metade disso. O assombro é maior quando se pinçam exemplos de outros países. No final de 2005 Angela Merkel derrotou Gerhard Schroder, na Alemanha, tornando-se chanceler, em campanha em que gastou o equivalente a R$ 134 milhões. No mesmo ano, na Grã-Bretanha, o Partido Trabalhista e o Partido Conservador gastaram cerca de R$ 144 milhões, valores inferiores ao que se gasta por aqui.

O mineiro Milton Campos, democrata e liberal, pregava um "governo mais das leis que dos homens". Infelizmente, o que estamos a assistir no País é à instalação de um governo cada vez mais dos homens e menos das leis.


JORNALISTA, É PROFESSOR TITULAR DA USP E CONSULTOR POLÍTICO E DE COMUNICAÇÃO

Influência de Lula no voto para governador é relativa

Da Folha de S. Paulo, via blog do Noblat sob o título acima

Presidente mais popular desde o retorno do país à democracia -com 77% de aprovação, segundo a última pesquisa Datafolha-, Luiz Inácio Lula da Silva tem influência limitada na eleição para governador nos três Estados com mais eleitores.
Segundo o levantamento, realizado pelo instituto do dia 20 ao dia 23 em parceria com a TV Globo, o petista influi decisivamente sobre apenas cerca de um terço do eleitorado na escolha dos governadores de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais.
Pela primeira vez no atual processo eleitoral, o Datafolha perguntou aos eleitores de sete Estados e do Distrito Federal se o apoio de Lula os faria votar num candidato ou se os faria não votar.
Em São Paulo, só 24% responderam afirmativamente. Em Minas Gerais, o percentual é de 27%. No Rio, 31%. Esses três Estados juntos reúnem 56,4 milhões de eleitores (41,5% do país).
Em nenhuma eleição estadual nem na presidencial a influência de Lula sobre os eleitores chega perto da sua taxa de popularidade.

sábado, 24 de julho de 2010

Para quem precisa ver para crer




Imagem do comício do PMDB em Paragominas, o primeiro a juntar Jader Barbalho e Almir Gabriel no mesmo palanque após 24 anos de separação.



Muitos querem, poucos conseguem a empatia e cumplicidade do público.

Quando acontece, é lindo de se ver.



Fui apresentada ao maestro Karajan pela amiga Carla Vianna em 2005.
Encontrei, no youtube, a parte final do concerto de Ano Novo em Viena (1987). Quase metade é dedicada aos créditos, mas compensa ver o público embevecido com o artista e, o mais lindo, sendo totalmente correspondido.
Quando vejo esse vídeo, sinto uma irresistível vontade de bater palmas.
À Carla e aos seis leitores do blog, um excelente domingo.

Datafolha diz que Dilma e Serra estão empatados

Compare as pesquisas:

Datafolha

José Serra 37%

Dilma Rousseff 36%

Marina Silva (PV) tem 10%.

Vox Populi

Dilma Rousseff: 41%

José Serra: 33%

Marina Silva: 8%


A pesquisa Vox Populi foi divulgada na noite de sexta-feira pela TV Bandeirantes. A do Datafolha está na edição de hoje do jornal Folha de São Paulo.

Vale faz acordo para não pagar indenização de R$ 300 mi no Pará

Na Folha On Line

Para não pagar uma indenização de R$ 300 milhões, a mineradora Vale assinou um acordo judicial no qual aceita arcar com direitos trabalhistas que ela nunca antes havia pago para seus funcionários da maior mina de ferro do mundo, em Carajás, no Pará.
Pelo acordo, assinado na terça-feira passada, a mineradora comprometeu-se a remunerar o tempo que os trabalhadores gastam para se deslocar até a mina -fixado em 44 minutos.
Também serão pagos a eles valores retroativos a fevereiro de 2007.
Além disso, a empresa terá que implementar ações sociais na região no valor mínimo de R$ 26 milhões.

Ana Júlia já deve o dobro do patrimônio

A pedido do Diário do Pará, o TRE levantou o total de multas aplicadas, até agora, aos candidatos ao governo por propaganda irregular.
Ana Júlia Carepa é a campeã.
Com patrimônio declarado à justiça Eleitoral de pouco mais de R$ 86 mil já tem uma dívida de R$ 167 mil.
Simão Jatene está devendo R$ 25 mil.
Ainda cabem recursos nessas ações.
O TRE não encontrou multas aos outros candidatos, por enquanto.

Jader e Almir, enfim no mesmo palanque

Vinte e quatro anos depois, Jader Barbalho e Almir Gabriel voltaram a dividir o mesmo palanque.
Foi na noite de sexta-feira, na praça do Produtor no centro de Paragominas.
Para um público estimado pela coordenação de campanha em quase 3 mil pessoas, Almir pediu votos para o candidato do PMDB ao governo, deputado estadual Domingos Juvenil.
Falou com empolgação como nos velhos tempos de candidato.
Foi aplaudido.
Jader recorreu ao poeta Vinícius de Moraes para comentar o momento:
“A vida é arte do encontro embora haja tantos desencontros pela vida”
Um detalhe:
A escolha de Paragominas não parece ter sido por acaso. O município é um dos principais redutos tucanos no Estado. Vem tendo ao longo dos últimos anos prefeitos do PSDB sempre bem avaliados. Ainda com a imagem associada ao tucanato, Almir tem grande aceitação por lá.

sexta-feira, 23 de julho de 2010

Vantagem de Dilma vai a 8 pontos

Do blog do Noblat

A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, lidera a disputa presidencial deste ano e aparece com 8 pontos de vantagem sobre o rival José Serra (PSDB) tanto no primeiro como no segundo turno, aponta pesquisa Vox Populi/Band/iG divulgada nesta sexta-feira. Dilma tem 41% das intenções de voto, enquanto Serra tem 33% e Marina Silva (PV) 8%. Segundo o Vox Populi, José Maria Eymael (PSDC) tem 1%.

Os outros cinco candidatos não pontuaram. Os votos brancos e nulos somam 4% e 13% dos entrevistados estão indecisos. A margem de erro é de 1,8 ponto percentual para mais ou para menos. Esta é a primeira pesquisa nacional divulgada depois da oficialização das nove candidaturas à Presidência.

Na sondagem anterior, divulgada no dia 29 de junho e que incluía 11 nomes, Dilma tinha 40% contra 35% de Serra e 8% de Marina. Os brancos e nulos eram 5% e os indecisos 11%. A diferença entre a petista e o tucano subiu de cinco para oito pontos. Segundo o Vox Populi, Dilma venceria Serra em um possível segundo turno por 46% a 38%. Na pesquisa espontânea, a petista tem 28%, Serra 21% e Marina 4%.

Embora não seja candidato, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva aparece com 4% e o candidato indicado por ele com 1%.

A ex-ministra da Casa Civil tem seu melhor desempenho na região Nordeste, onde chega a 54% contra 24% de Serra e 5% de Marina. O ex-governador de São Paulo vai melhor na região Sul, onde tem 39% contra 35% da petista e 7% de Marina. Ele também está na frente na região Sudeste, com 36% contra 34% de Dilma e 10% de Marina.

A petista lidera tanto entre os homens quanto entre as mulheres. Ela tem 43% das intenções do eleitorado masculino contra 34% de Serra e 7% de Marina. No eleitorado feminino, Dilma tem 38%, Serra 32% e Marina 9%. A ex-ministra é a preferida em todas as faixas e níveis de ensino.

Quanto à renda familiar, Serra está na frente, dentro da margem de erro, entre os que ganham mais de cinco salários mínimos com 37% a 36% de Dilma e 11% de Marina. A petista tem o menor índice de rejeição, 17%, contra 24% de Serra e 20% da senadora do PV. O Vox Populi ouviu 3.000 eleitores entre os dias 17 e 20 de julho. A pesquisa foi registrada junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE) com o número 19.920/10.

MPF denuncia quadrilha que desviou R$ 30 milhões do Pronaf no Pará

Da Assessoria de Imprensa do Ministério Público Federal

Ministério Público Federal (MPF) denunciou à Justiça 40 pessoas acusadas de integrar uma quadrilha responsável pelo desvio de R$ 30 milhões em recursos do Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf) e do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO). O grupo atuava no sudeste paraense utilizando um megaesquema de fraudes que envolvia funcionários públicos, empresas de assistência técnica, sindicatos e revendedores de produtos agrícolas.A ação criminal, encaminhada pelo procurador da República André Sampaio Viana à Justiça Federal em Belém na última quarta-feira, 21 de julho, denuncia a prática de crimes como estelionato, formação de quadrilha, corrupção ativa, falsificação de documentos, falsidade ideológica, crimes contra o sistema financeiro e lavagem de dinheiro.

O que farão os candidatos neste sábado

Ana Júlia (Frente Popular Acelera Pará)
Estará em Castanhal e vai participar de plenária de lançamento da candidatura reunindo simpatizantes dos municípios de Maracanã, Magalhães Barata, Igarapé Açu, Inhangapi, São João da Ponta, Terra Alta, São Francisco do Pará, Marapanim, Curuçá, Vigia, São Caetano de Odivelas, Sto Antonio do Tauá e Colares.

Domingos Juvenil (PMDB)
Vai a São Félix do Xingu com a comitiva "Agora é Trabalho", onde fará reunião com líderes políticos e a noite participa de um evento na cidade.

Fernando Carneiro (PSOL)
A partir das 10h participa de Caravana na Ilha de Cotijuba, em Belém. À tarde, o candidato vai conversar com veranistas e moradores e fazer articulações políticas com lideranças de Cotijuba.

Simão Jatene (Coligação Juntos com o Povo)
Participa, a partir das 8h30, de caminhada pelas praias do distrito de Mosqueiro.

A verdade, às vezes, dói

Tuiteiros adoram uma polêmica e a de hoje atende pelo nome de Sylvester Stallone, o ator que ficou famoso interpretando brutamontes em filmes como Rambo
Ao divulgar sua última “obra”, filmado em terras tupiniquins o ator declarou que gravar no Brasil foi bom porque “pudemos matar pessoas, explodir tudo e eles dizem obrigado, obrigado, obrigado e leve um macaco".
Brasileiros em fúria lançaram na rede o movimento “Cala a Boca Stallone” e já tem gente propondo um boicote ao filme.

Mas pensando bem... será que ele mentiu?


Atualizado às 18h42

Do site da revista Veja
Por volta das 18h de hoje, a assessoria de imprensa F&M ProCultura, que cuida da divulgação do filme Os Mercenários no Brasil enviou um email com um pedido de desculpa assinado por Sylvester Stallone, conhecido como Sly nos seus áureos tempos de Rocky Balboa.A assessoria chamou de "mal entendido" a gafe cometida pelo ator. Leia o conteúdo da mensagem dele abaixo."Eu me desculpo sinceramente com o povo brasileiro e com a equipe de filmagem. Todas as minhas experiências no Brasil foram fantásticas e eu disse a meus amigos para filmarem lá. Ontem, eu estava tentando fazer uma graça e ela não saiu à altura. Não tenho nada mais do que respeito pelo grande país que é o Brasil. De novo, me desculpo. Amor, Sly".

Você aceita essas desculpas?

Jader Barbalho: "A INVEJA CONTINUA SENDO A MESMA MERDA!"

O deputado federal Jader Barbalho foi agora há pouco ao twitter e distribuiu recados


A INVEJA CONTINUA SENDO A MESMA MERDA!
Aos invejosos eu recomendo: TRABALHO!!
Quem trabalha tem o reconhecimento do povo.
A receita é trabalhar pelo Pará. O resto é o resto.
Sou muito grato ao povo do Pará. Em TODAS as pesquisas, estou em primeiro lugar. TODAS.
Há 13 anos sou considerado, pelo DIAP, o melhor parlamentar do Pará e incluído na lista dos mais influentes políticos do país.
Meu sucesso continua causando inveja.

Ex do Detran agora é assessor especial

No mesmo dia em que foi exonerado da direção geral do Detran, Alberto Ribeiro foi nomeado para o cargo de Assessor Especial II, com lotação na Governadoria do Estado

Glauco Lima deixa a DC3

No blog Pó de Vídeo

Glauco Lima está mesmo se desligando da DC3.
Por enquanto, se dedicará exclusivamente a campanha para a reeleição da Governadora Ana Júlia, na qual já está trabalhando em conjunto com as equipes da agência Link e Digital Produções, empresas contratadas pelo Partido dos Trabalhadores para cuidar da campanha.
Depois da eleição vai definir seu novo rumo profissional e empresarial na comunicação. Pode ficar por aqui ou se mudar para São Paulo.

Compensação

O deputado estadual Martinho Carmona (PMDB), que perdeu o comando do Detran para Giovanni Queiroz, será chamado para conversar pessoalmente com a governadora. Poderá sair daí uma compensação. Ana Júlia não quer correr risco de perder apoio dos evangélicos que o deputado e o grupo político dele representam.

Só falta o PTB

Com a mudança confirmada no Detran, o governo deve anunciar nos próximos dias, troca no comando da Cohab para acomodar o PTB do prefeito de Belém, Duciomar Costa. O PTB é o único dos aliados ainda no sereno.

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Vale diz que vai priorizar trabalhadores paraenses

Da assessoria da campanha de Ana júlia Carepa

O presidente da Vale, Roger Agnelli, confirmou à governadora Ana Júlia Carepa, durante um café da manhã nesta quinta-feira, 22, que vai atender ao pedido dela para empregar na Aços Laminados do Pará (Alpa) e outros projetos da empresa somente os trabalhadores que moram no Estado há pelo menos dois anos. Cerca de 1.500 pessoas já estão sendo capacitadas para preencher essas vagas.

TRE e MPF no Pará saem em defesa da vice-Procuradora-Geral Eleitoral

Da Assessoria de Imprensa do Ministério Público Federal

Atuação de Sandra Cureau foi criticada pelo presidente Lula

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) e o Ministério Público Federal no Pará manifestaram-se favoráveis à atuação da vice-Procuradora-Geral Eleitoral, Sandra Cureau, alvo de recentes críticas do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Íntegra do texto:

"Nota de Desagravo à atuação da Vice-Procuradora-Geral Eleitoral, dra. Sandra CureauPor meio da presente nota, os membros do Egrégio Tribunal Regional Eleitoral e o Procurador Regional Eleitoral nele oficiante, tendo em vista as recentes críticas veiculadas pelo Presidente da República à atuação de um dos órgãos que atuam na defesa da democracia, apresentar nota contrária a qualquer tentativa de intimidação ou desqualificação do trabalho da Justiça Eleitoral e em especial, no presente caso, da Vice-Procuradora-Geral Eleitoral, dra. Sandra Cureau, que tem exercido corretamente suas funções eleitorais, atuando adequadamente para o fiel cumprimento da lei eleitoral e, como fim último, da democracia. Cabem aos partidos políticos auxiliar o Poder Judiciário e o Ministério Público no cumprimento de suas funções e jamais efetuar qualquer tentativa de intimidar a atuação legitima das Instituições."

Confirmada troca no Detran

A Casa Civil do governo Ana Júlia confirmou ao blog informação que já tinha sido postada aqui por alguns anônimos.
Rosemary Teixeira, indicada pelo PDT, foi nomeada hoje para a diretoria geral do Detran. Vai substituir Alberto Ribeiro, indicado pelo deputado estadual Martinho Carmona (PMDB).

Eleições na Fenaj

Já está no ar o site da campanha da chapa 2 para a Federação nacional dos Jornalistas. O candidato à presidência é Pedro Pomar. Entre os paraenses que apóiam a chapa da oposição, está o jornalista Lúcio Flávio Pinto.
Coleguinhas e demais interessados podem conhecer as propostas da chapa aqui

Clima de guerra em São Miguel do Guamá

O prefeito Nenê Lopes (PR) foi cassado e a justiça determinou a posse da segunda colocada, Márcia Cavalcante (PMDB). Partidários de Nenê estariam ameaçando incendiar o fórum e a sede da prefeitura. O caso será trazido agora a tarde para o Ministério Público Federal.

Vale Tudo

Defesa

Está pronta a defesa de Luiz Afonso Sefer contra a impugnação feita pelo Ministério Público Eleitoral. Quem assina é o advogado Inocêncio Mártires que comanda o jurídico da coligação “Frente Popular Acelera Pará”.

Quem vai ficar com o Detran?

O chefe da Casa Civil, Everaldo Martins, declara hoje em matéria publicada no jornal O Liberal que o PMDB continuará nos cargos que ocupa hoje, entre eles o Detran. E eu me pergunto: como ficam então as promessas feitas ao PDT? Se muito não me engano, alguém vai descobrir estar sendo enganado no final dessa novela.

Sobre o PTB

No blog da professora Edilza

O que se fala é que a chapa do PTB para câmara federal sofrerá modificações e, que muitos candidatos deverão retirar candidaturas para não dispersar votos.Estão acontecendo conversas para que o governo do Estado possa deslanchar, na cidade, um programa de asfaltamento de ruas, que seria coordenado por gente do governo municipal, com capacidade política de fazer a visibilidade eleitoral necessária para o aproveitamento político do programa, é coisa grande. Quando fecharem tudo eu conto os detalhes. Só posso dizer que muita gente vai remoer os dentes quando conhecer o formato do acordo. Eu só posso dizer que é quente.

Tratamento a mulheres na mídia é negativo

Do Terra Magazine

Por Sírio Possenti

No texto da semana passada, quando comentei o tratamento de "(ex-)amante" conferido à moça com quem Bruno teve um caso (não se sabe quanto durou, ou seja, não se sabe se foram amantes), eu não discuti se tal tratamento era adequado ou não. O que discuti foi o fato de Bruno continuar sendo tratado como goleiro, apesar de a mídia ter aceito que ele é responsável por um crime brutal (não se sabe se isso vai ser provado). O que eu disse (mas, para alguns leitores, acho que eu deveria desenhar!) é que as palavras selecionadas para referir-se a Eliza e para referir-se a Bruno não têm conotações análogas. Se ela era amante, ele também era. Se ele é goleiro, ela é atriz. Mesmo que se acrescente "pornô". Minha crítica tinha como alvo o tratamento não marcado conferido a Bruno em comparação com o conferido a ela, de conotações claramente negativas.

Não é nada difícil verificar que, em casos assim, o tratamento dado à mulher é sempre mais negativo que o dado ao homem. Suponhamos que uma mulher seja atriz pornô. Por que isso é mais negativo para ela do que para seus colegas masculinos de trabalho? Esta diferença de tratamento está no mesmo espaço ideológico que leva muitos homens a se acharem no direito de bater em mulheres ou até de matá-las. Claro que "ofender" não é a mesma coisa que matar, mas as duas atitudes se sustentam mutuamente. É só uma diferença de grau.
Sírio Possenti é professor associado do Departamento de Linguística da Unicamp e autor de Por que (não) ensinar gramática na escola, Os humores da língua, Os limites do discurso, Questões para analistas de discurso e Língua na Mídia.

Leia o texo completo aqui

Possenti é professor associado do Departamento de Linguística da Unicamp e autor de Por que (não) ensinar gramática na escola, Os humores da língua, Os limites do discurso, Questões para analistas de discurso e Língua na Mídia.

quarta-feira, 21 de julho de 2010

Agenda para quinta-feira

Ana Júlia Carepa (Frente Popular Acelera Pará)
A partir das 9 horas participa de caminhada pelo bairro do Castanheira, em Belém.

Simão Jatene (Coligação Juntos com o Povo)
Passa o dia em reuniões com coordenadores de campanha para definir as agendas de mobilização para o final de semana e estratégias de marketing.

Fernando Carneiro (Psol)
Pela manhã, a partir das 9, participa de caminhada no bairro da Terra Firme, em Belém
À tarde, terá reunião com a coordenação de campanha, na sede do Psol

Acertando o passo

Ana Júlia reúne logo mais, no hotel Regente, um grupo de partidos para falar do programa de governo e fazer um balanço do primeiro mandato. Formada por 13 partidos, além do PT, a coligação “Frente Popular Acelera Pará” quer afinar o discurso e preparar os aliados para responder críticas contra a atual administração. À tarde, o chefe da Casa Civil, Everaldo Martins reuniu 38 prefeitos para tratar sobre a divisão dos recursos do empréstimo de R$ 366 milhões junto ao BNDES.

José Serra em Belém

Ficou para 2 de agosto o desembarque do candidato à Presidência da República, José Serra, em Belém. Os tucanos trabalham para fazer nessa data a inauguração do comitê central da campanha de Simão Jatene.

Vai uma doação ai?

A assessoria de imprensa da candidata à reeleição, Ana Júlia divulgou agora há pouco dados da coordenação financeira da campanha

O tesoureiro é Alberto Rocha Cunha, funcionário do Banco do Brasil, ex-presidente e também ex-tesoureiro do Sindicato dos Bancários do Pará e Amapá.

A conta bancária para doações é a 131301-0, agência 1846-5 do Banco do Brasil, aberta no último dia 12. Os doadores são identificados pelos Códigos de Pessoa Física (CPF) e Nacional de Pessoa Jurídica (CNPJ) e podem retirar o recibo da doação no Comitê Acelera Pará.

As pessoas físicas podem doar até 10% do rendimento bruto obtido no ano de 2009 e as pessoas jurídicas, até 2% do faturamento bruto de 2009, desde que, em ambos os casos, o rendimento e o faturamento estejam expressos na declaração do Imposto de Renda, conforme estabelece a lei eleitoral.

A delicada "Operação Detran"

Para acomodar o PDT no Detran, o governo precisa fazer uma operação semelhante a trocar a toalha sem desarrumar os talheres sobre a mesa. A demora apara nomear Rosemary Teixeira tem se dado porque Ana Júlia não quer desagradar o deputado Martinho Carmona e o ex-deputado Josué Bengtson, avalistas do atual titular do cargo, Alberto Ribeiro.

Como se sabe, os dois comandam a igreja do Evangelho Quadrungular e nas igrejas evangélicas, a indicação dos pastores num candidato é quase lei.

O enigma Duciomar

O governo do Estado fez um afago no prefeito de Belém, Duciomar Costa. Retomou um convênio para realização de asfaltamento de várias ruas na capital. Duas pessoas do município vão acompanhar as ações do governo no município. Com isso, esperam mais entusiasmo de Duciomar na campanha.
Até agora, segundo um petista de alta patente, Duciomar tem mantido a famosa cara de paisagem que ninguém sabe se é de satisfação ou insatisfação.

Dois tucanos impugnados

A coligação “Frente Popular Acelera Pará” impugnou as candidaturas de dois tucanos que concorrem a Assembléia Legislativa.
Ana Cunha concorre à reeleição e não teria deixado a tempo cargo na direção da União Nacional dos Legislativos e Legisladores (Unale). A entidade é mantida com recursos públicos e por isso a candidata deveria ter se desincompatibilizado.
Antônio Armando que foi prefeito de Marituba teve prestação de contas de convênios feitos com o Estado rejeitada pelo TCE.

As impugnações ainda serão julgadas pelo Tribunal Regional Eleitoral.

Ana Júlia recebe mais uma multa

Os secretários de Comunicação Paulo Roberto Ferreira e de Ciência e Tecnologia Maurílio Monteiro e a governadora Ana Júlia foram condenados pelo TER a pagar multa de R$ 15 mil. Ação movida pelo PSDB e acatada pela Justiça teve como objeto uma revista editada pelas duas secretarias falando das ações do governo.

Interrompemos nossa programação

Um problema de saúde me afastou ontem do trabalho e prejudicou as atualizações do blog. Tentarei voltar hoje com nossa programação normal.
Grata pela compreensão

terça-feira, 20 de julho de 2010

A culpa é da oposição e da imprensa.

Na primeira reunião do conselho político da "Frente Popular Acelera Pará" , os partidos - que abdavam reclamando aos quatro cantos contra o governo - atribuíram à oposição, provavelmente com apoio da imprensa, às declarações dos últimos dias. Afirmaram, segundo o coordenador Executivo de campanha André Farias, terem sido quase obrigados a falar de uma crise que, garantem, não existe.

Confira a entrevista com André Farias

Há cobranças de alguns partidos em relação a acordos não cumpridos. Há um cronograma para cumpri-los?

Não há o sentimento de cobrança por parte da coordenação (da campanha). O que há são acordos que estamos processando. Não vamos deixar nenhuma outra candidatura que esteja interessada em desagregar nossa coligação a colocar coisas que não estamos atravessando. Não há crise. O que há é um processo natural de acomodação de novos aliados onde antes existiam outros. Não vamos aceitar esse tipo de intervenção.

Mas as informações sobre descontentamento não saem de outra coligação. Saem dos próprios partidos aliados

Não foi isso que os partidos nos disseram. Eles disseram que estão sendo procurados. Estão sendo quase que induzidos a falar de um problema que não existe.

Praticamente obrigados?
É Obrigados.

O PDT baixou o tom

Após reunião de mais de duas horas entre presidentes de partidos, a coordenação de campanha e a candidata Ana Júlia Carepa, o representante do partido no Conselho Político da “Frente Popular Acelera Pará”, o prefeito de Pau D’Arco, Luciano Guedes minimizou as declarações do presidente da legenda, deputado Giovanni Queiroz que ontem chegou a anunciar que a legenda está fora da campanha:

Deve ter havido um mal entendido. Na verdade, não é que o PDT esteja fora da campanha... Existem algumas questões... Estamos fazendo alguns ajustes, necessários no início de campanha”.


Guedes admitiu que há pendências, mas se mostrou mais confiante no governo e no PT que Giovanni Queiroz.

Nós temos certeza de que isso vai ser cumprido pelo PT e estamos nesse aguardo”

Reafirmou, contudo, que a nomeação de uma indicada do PDT para a o Detran é parte essencial do acordo.

É uma importante condição são esses espaços no Detran. Foi um compromisso e esse compromisso certamente está sendo cobrado”.

segunda-feira, 19 de julho de 2010

PT vai botar panos quentes na crise com o PDT

A coordenação de campanha do PT trabalha neste momento para colocar panos quentes na crise com o quase ex-aliado PDT.
A sessão pede-desculpas-promete-resolver-tudo será logo mais às 8 da noite.
Foi chamado o prefeito de Pau D’ Arco, Luciano Guedes, representante do PDT no conselho político da coligação “Frente Popular Acelera Pará”.
Quem levou o convite a Guedes garantiu que “a ordem de Ana Júlia Carepa é atender a todas as demandas” da legenda presidida por Giovanni Queiroz.
Queiroz havia proibido pedetistas de qualquer encontro com gente do PT até que as reivindicações fossem atendidas. Mas, diante de tão desesperado apelo, aquiesceu: Guedes irá ao encontro dos petistas. Será recebido com tapete vermelho, ouvirá mil e uma promessas e deve sair de lá reforçando o apoio do PDT a Ana Júlia Carepa.


Memória
O imbróglio atual teve como pivô a demora na nomeação de Rosymary Neves Teixeira, indicada do PDT, para a diretoria-geral do Detran. O cargo fez parte das negociações para apoio à reeleição de Ana Júlia Carepa.

Ana Júlia e a aliança com o PDT

Não é de hoje a avaliação do blog de que o amplo espectro ideológico (sim isso ainda existe) dos partidos da “Frente Popular Acelera Pará” poderia resultar em conflito ao longo da campanha.
Falta, a alguns aliados, afinidade com o PT e com as bandeiras que este ainda defende mesmo que sem o mesmo vigor de antes.
A aliança, em alguns casos, se deu em base pouco-sólida.
Não estão em jogo um programa de governo ou um projeto de Estado, mas tão somente cargos e estrutura para a campanha.
É o caso do PDT que nacionalmente tem uma cara mais para a esquerda, mas no Pará, se firmou como o partido que representa grandes produtores rurais, em constante conflito com movimentos sociais, ainda a principal base de apoio do PT.

No dia da convenção petista, questionei a governadora Ana Júlia Carepa sobre essas costuras. Ouvi hoje a gravação da entrevista e achei que deveria compartilhá-la com os leitores do blog:

Como o PT conseguiu reunir numa coligação tantos partidos tão diferentes?
Nós governamos sempre com democracia tratando as prefeituras em todo Estado do Pará com respeito, de forma republicana Repassamos recursos para a saúde para todas as prefeituras, repassamos máquinas e equipamentos.
Isso construiu uma relação de confiança forte com os partidos políticos. Independente de diferenças, e elas existem, tanto que temos vários partidos, conseguimos que todos compreendessem que o nosso governo é que tem a capacidade de fazer o Pará avançar

Questionei Ana Júlia especificamente sobre o PDT, legenda que em minha opinião mais se distanciava do PT, justamente pelos interesses que representa no Estado:
O PDT faz parte da base de apoio do governo federal. No Pará, ninguém avançou mais numa concertação (sic) social que o nosso governo. Diminuímos a violência no campo e, ao mesmo tempo, demos condições de regularização fundiária como zoneamento ecológico econômico; regularização ambiental com o cadastro ambiental rural. Diminuímos o valor da terra nua, dando condições do produtor, seja pequeno ou médio, até 2,5 mil hectares, de se regularizar. Nós respondemos às demandas do campo. Hoje é o nosso governo que tem condições de juntar o interesse dos pequenos trabalhadores no campo com o interesse dos grandes. Terra existe para todos. Não precisamos de mortes no campo, nem de violência no campo. Nosso governo mostrou isso.

P.S Após a entrevista, Ana Júlia seguiu para a convenção dos PDT que acontecia numa sala ao lado, no próprio Hangar Centro de Convenções. Lá, de mãos dadas com Giovanni Queiroz, repetiu o discurso.

A agenda dos candidatos para terça-feira


Simão Jatene (Coligação Juntos com o Povo)


Reúne-se pela manhã com líderes políticos da região metropolitana de Belém e, na parte da tarde, mantém encontros com políticos da região nordeste do Estado.


Fernando Carneiro (PSOL)

Às 8h30, caminhada na Radional, em Belém. Às 16 horas, reunião com servidores portuários.


Ana Júlia Carepa (Coligação Frente Popular Acelera Pará)
Às 8h30 lidera uma caminhada pela Pratinha I. Às 15 horas, caminha com os moradores da Pratinha II

Os candidatos Domingos Juvenil (PMDB) e Cléber Rabelo (PSDTU) ainda não divulgaram a agenda para esta terça-feira

Giovanni Queiroz anuncia: PDT está fora da campanha de Ana Júlia

Oficialmente o PDT do deputado Giovanni Queiroz permanece na coligação “Frente Popular Acelera Pará”, encabeçada pelo PT, mas de fato, a legenda não fará campanha para Ana Júlia Carepa, candidata à reeleição.

O blog conversou novamente com Queiroz hoje (na sexta-feira já havia entrevistado ele para matéria publicada no Diário do Pará). Em resumo o deputado disse o seguinte:

Apesar de tornar públicas as insatisfações, até agora, ninguém do PT ou do governo entrou em contato com ele.

Para Queiroz, isso prova que o PT está “se achando auto-suficiente”.

“Talvez não precisem mais de apoios políticos”, ironizou anunciando:

“Vamos fazer campanha solo. Não temos mais como sair da coligação, mas vamos tocar a nossa campanha independente. Levaremos os nossos nomes mais sem maiores compromissos (com a chapa majoritária de Ana Júlia)”.

O blog indagou se isso significava que nos palanques do PDT não seria lembrado o nome da candidata ao governo e de Paulo Rocha, candidato ao Senado. Queiroz confirmou:

“Se continuar como está, é assim que vamos proceder”.

O PDT ocupa hoje a direção da Ação Social Integrada ao Palácio do Governo (Asipag) - braço mais assistencialista do Estado - e alguns cargos nas regionais do Detran no interior, assumidos após o acordo.

Os cargos foram colocados à disposição:

“O governo vai se sentir à vontade para demitir quando quiser”.

Giovanni Queiroz diz que a paciência acabou porque já “falou muito, reclamou muito”


Para que não restem dúvidas, arrematou:

“Estamos nos afastando do processo.”

Por processo, entenda a campanha de Ana Júlia Carepa.

Arrependimento?

Perguntei ao deputado se ele estava arrependido de ter optado por coligar com Ana Júlia em detrimento da chapa tucana de Simão Jatene, Queiroz garantiu que não, mas não descarta mudar de lado durante a campanha:

“Não tem arrependimento. Fizemos o que achávamos melhor para o partido e tínhamos uma recomendação do Diretório Nacional, mas ao longo da campanha, podemos mudar de rumo”.

Toda a saúde ao IDESMA

Do blog do Parsifal

O Instituto de Saúde Santa Maria, IDESMA, que já da as cartas no Hospital Regional de Redenção e arrematou há duas semanas a administração do Hospital Metropolitano de Belém, acaba de dar o ar da sua graça pelas bandas do Marajó, ao vencer a concorrência pública para administrar o Hospital Regional de Breves.
Já que o IDESMA vence todos os processos licitatórios publicados em sua respectiva área de atuação, não se deve duvidar da sua competência administrativa.
Sugiro, então, para que a saúde publica do Pará de um salto de qualidade e eficiência, conseguindo a eficácia reclamada pelo contribuinte, que o governo providencie entregar ao IDESMA a secretaria de saúde toda, e não se fala mais no assunto.

Comentário
Para quem não está ligando o nome à pessoa, a IDESMA pertence à família Sefer

domingo, 18 de julho de 2010

Eleições: assessores jurídicos aquecem a guerra nos bastidores

No Diário do Pará deste domingo

A batalha pelos cargos em disputa nas eleições de outubro não se dará apenas nas ruas, palanques e estúdios de rádio e TV. Acontecerá também nos tribunais. Nestes dias que antecedem o início da propaganda eleitoral gratuita, o profissional mais importante nos comitês são os advogados eleitorais.

Leia matéria completa aqui

sábado, 17 de julho de 2010

Mais três impugnados pelo Ministério Público

Da Assessoria de imprensa do Ministério Público

Dois pedidos de candidatura à Assembleia Legislativa e um a suplência no Senado descumpriram a Lei da Ficha LimpaO Ministério Público Federal (MPF) no Pará encaminhou ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE) neste sábado, 17 de julho, mais três ações contra pedidos de candidaturas para as eleições 2010 no Estado, todas baseadas na Lei complementar 135/2010, a chamada Lei da Ficha Limpa.

Para o MPF, esses pedidos de candidatura não podem ser aceitos pela Justiça Eleitoral porque os pré-candidatos tiveram contas rejeitadas ou pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) ou pelo Tribunal de Contas da União (TCU).]

Com mais essas ações, já são 21 as impugnações feitas pelo MPF contra pedidos de candidaturas no Pará. Desse total, 19 foram feitas com base na Lei da Ficha Limpa. As outras duas foram por falta de cumprimento de obrigações relacionadas à filiação partidária.

O TRE tem até 5 de agosto para julgar todos os pedidos de registro, inclusive os impugnados, e publicar as decisões.

Veja os pedidos de candidaturas contra os quais o MPF ajuizou ação e os motivos:

Benedito Augusto Bandeira Ferreira: pedido de candidatura a deputado estadual pelo PMDB - Tribunal de Contas do Estado (TCE) rejeitou contas de Ferreira. Íntegra da ação: http://www.prpa.mpf.gov.br/noticias/Acao_impugnacao_Benedito_Augusto_Bandeira_Ferreira.PDF

Francisco Aguiar Silveira: pedido de candidatura a deputado estadual pelo PMDB – TCE e Tribunal de Contas da União (TCU) rejeitaram contas de Silveira.
Íntegra da ação http://www.prpa.mpf.gov.br/noticias/Acao_impugnacao_Francisco_Aguiar_Silveira.PDF

Saulo Castro Costa: pedido de candidatura a 1º suplente de senador pela coligação Frente Popular Acelera Pará (PRB / PP / PDT / PT / PTB / PTN / PSC / PR / PHS / PTC / PSB / PV / PC do B / PT do B) – Costa teve contas rejeitadas pelo TCU.
Íntegra da ação http://www.prpa.mpf.gov.br/noticias/Acao_impugnacao_Saulo_Castro_Costa.PDF

O custo das campanhas nacionais

Só para registrar, ai está o custo estimado das campanhas dos três principais candidatos à Presidência da República:

José Serra (PSDB) - R$ 180 milhões
Dilma Rousseff (PT) - R$ 157 milhões
Marina Silva (PV) - R$ 90 milhões

O homem de um milhão de nomes

Do Informe JB

Você conhece este homem da foto?
Não?



Ele pode ser o Yuri, o Ataíde, o Maguila, o Jader, o Xis, o Macarrão, ou outros cinco homens que se candidataram a deputado estadual no Pará.
Por erro do TRE ou do TSE, o site da corte publicou esta mesma foto para 11 candidatos.
Até o fechamento da coluna o erro permanecia. E o mistério também.Eu, heim
Comentário:
O blog consultou a declaração de bens do candidato do PMDB ao governo, deputado estadual Domingos Juvenil e adivinhem qual foto apareceu ao lado das informações?
Touché

Alidos ameaçam fazer "corpo mole" na campanha de Ana Júlia

No Diário do Pará deste sábado

Formada pelo PT e mais 13 partidos dos mais diferentes matizes ideológicos, a coligação “Frente Popular Acelera Pará” enfrenta dificuldades para acertar o passo neste início de campanha. Três dos principais aliados estão insatisfeitos com o governo e ameaçam fazer “corpo mole” na campanha majoritária se não tiverem reivindicações atendidas.
O grau máximo de insatisfação foi atingido pelo PDT do deputado federal Giovanni Queiroz.

Leia mais na edição eletrtonônica aqui

Comentário:
A partir da informação postada ontem no blog da Franssinete e reproduzida aqui, fui atrás dos aliados. A maioria falou em off, mas todos estão insatisfeitos. O clima interno na "Acelera Pará" é de rebelião.

Hoje tem radionovela "A Roda do Poder"

Hoje é dia de se ligar na rádio Tabajara FM para mais um capítulo da radionovela "A Roda do Poder". Com muito humor serão mostradas as artimanhas dos candidatos na caça aos votos com doações até de caixões. O programa começa às 14 horas.
A rádio pode ser sintonizada na frequência FM 106.1 ou acessada na Internet no endereço http://www.radiotabajara.com.br/

sexta-feira, 16 de julho de 2010

Crise entre os aliados

No blog da Franssinete

Tensão total
A corda esticou ao máximo e o deputado Giovanni Queiroz, presidente do PDT, já bateu o martelo: se Rosymary Neves Teixeira não for nomeada para a diretoria-geral do Detran até segunda feira, todos os pedetistas vão desembarcar do governo. E do palanque da governadora Ana Júlia Carepa.

Começam a nascer os jingles

O jingle de campanha do candidato Cláudio Puty é, por assim dizer, uma releitura do hit “single ladies" de Beyoncê. A música já havia ganhado versão em teconomelody feita por Gaby Amarantos
Por falar em Gaby é dela a voz em um dos jingles de campanha de Ana Júlia.
A candidata Edilza Fontes divulgou a letra, feita por Paulo Moura, mas ainda aguarda a gravação.
O jingle de Cláudio Puty, você ouve aqui
Os de Ana Júlia, aqui
A letra do jingle de Edilza Fontes está aqui

Ainda a declaração de bens dos candidatos

A candidata Ana Júlia Carepa já entregou a declaração de bens ao TRE
Candidata à relação, Ana Júlia declarou ter uma conta corrente com R$ 1.606,17 de saldo; duas poupanças com saldo de R$ 17,32 e R$ 65,27, além de uma aplicação no valor de R$ 81.148,12. Tem também uma aplicação num fundo do Banco do Brasil no valor de R$ 3.870,95.
O candidato Simão Jatene fez uma retificação, mas continua com o maior patrimônio, em torno de R$ 1,6 milhão; Domingos Juvenil vem em seguida com R$ 1,4 milhão. O candidato do PSOL, Fernando Carneiro, tem o quarto maior patrimônio, atrás de Ana Júlia. Declarou ter um carro financiado de R$ 23 mil e um imóvel no Tapanã no valor de R$ 33 mil
O candidato do PSTU, Cleber Rabelo disse não possuir bens.

Vem mais impugnação por ai

O Ministério Público Eleitoral está analisando agora os processos de registro e poderá anunciar novas impugnações.
As primeiras 18 impugnações foram feitas a partir do nome dos candidatos e de pesquisas feitas em Tribunais de Contas, de Justiça e Conselho de Classe.
Essa segunda análise levará em conta, por exemplo, se os partidos e coligações atenderam o mínimo de 30% de registros de candidatas do sexo feminino.
O caso da coligação “Acelera Para” formada por partidos com candidatos avulsos ao Senado também será analisado.

quinta-feira, 15 de julho de 2010

Recomendações aos eleitores

O TRE pede que os eleitores fiquem atentos a algumas recomendações importantes para as próximas eleições:

Neste ano, será necessário apresentar dois documentos para voltar: o título de eleitor e um outro com foto que pode ser carteira de identidade, de motoristas, de trabalho, de conselho de classe, etc

O eleitor fará seis escolhas nesta ordem:
Deputado estadual
Deputado federal
Senador primeira vaga
Senador segunda vaga
Governador
Presidente da República

Quem tentar votar duas vezes num mesmo candidato ao Senado terá o segundo voto anulado.

Quem estiver fora do domicílio eleitoral poderá votar apenas para Presidente da República desde que esteja numa capital. Para isso precisa comunicar à Justiça Eleitoral que estará em trânsito. O comunicado pode ser feito em qualquer cartório eleitoral.

Quem avisar que estará viajando e desistir, não poderá votar no domicílio eleitoral. Terá que justificar porque o cadastro será transferido para o local indicado.
Quem perdeu o título poderá tirar segunda via até 23 de setembro.

Agenda para sexta-feira

Confira a agenda dos candidatos para esta sexta-feira, 16 de julho

Simão Jatene (Coligação Juntos com o Povo)

O Candidato participa hoje de reuniões em Belém com assessores de campanha e também de reuniões com assessores técnicos.


Fernando Carneiro
(PSOL)
Reunião com a equipe de trabalho do PSOL para definir os materiais de propaganda da campanha e discutir a agenda da próxima semana.


Os demais candidatos não divulgaram ainda as agendas

Marcha lenta

O dia está por demais corrido e as atualizações vão ficar lá para o meio da tarde.
Grata pela compreensão!

quarta-feira, 14 de julho de 2010

Agenda de candidato

Confira a agenda, para amanhã, do candidato do PSOL ao governo do Pará, Fernando Carneiro

8h30 - Caminhada no bairro do Guamá, em Belém, acompanhado do ex-prefeito Edmilson Rodrigues, candidato a deputado estadual.

17h30 - Entrevista ao site ECLETECA acerca de suas propostas para a área cultural.
Local: Sede do PSOL - Belém

Os demais candidatos ainda não divulgaram a agenda para esta quinta-feira

Associação defende procuradores na campanha Carne Legal

A Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) divulgou nota em defesa dos procuradores, alvos de ação da senadora Kátia Abreu (DEM/TO) que se sentiu atingida com a campanha "Carne Legal", aquela que pede para o consumidor procurar saber a origem da carne que come.

A repórter não é procuradora, mas assina embaixo

Veja a íntegra da nota

A Associação Nacional dos Procuradores da República (ANPR) vem apúblico defender a atuação de seus associados na condução da campanhaCarne Legal. Para a ANPR, o trabalho dos Procuradores da Repúblicacinge-se ao cumprimento do dever e da obrigação institucional doMinistério Público Federal (MPF) de promover o respeito àConstituição e às leis dos País.

É importante ressaltar que o setor produtivo, composto porfrigoríficos, varejistas, curtumes e pecuaristas apoiam o MPF notrabalho de legalizar a cadeia da pecuária. Cerca de 80 empresasaderiram aos acordos pela pecuária sustentável desde o ano passado nosestados do Pará e Mato Grosso.A ANPR lamenta que, em vez de contribuir para o debate, a ConfederaçãoNacional da Agricultura (CNA), por sua presidente, Kátia Abreu, opte porignorar propostas de solução para o grave problema da certificação daorigem da carne bovina em nosso País.

A ação popular ajuizada contra acampanha é um grave retrocesso nos grandes avanços já obtidos a partirde articulação com todos os setores interessados em encontrar uma saídapara conter o desmatamento, trabalho escravo e outros crimes gravesassociados à pecuária ilegal.Diferentemente do que se argumenta na ação popular, o material dacampanha publicitária estimula que o consumidor informe-se sobre aorigem dos produtos e valorize os de origem legal.

É infundada aargumentação da presidente da CNA de que seria impossível para apopulação certificar-se da origem da carne que consome. A campanhaCarne Legal foi lançada justamente para trazer à tona este graveproblema e esclarecer a população acerca de seus direitos.Por tudo isso, a ANPR ressalta que não é admissível que se pretenda porfim a campanha de utilidade pública e reafirma que este tipo deintimidação não desviará os Procuradores da República documprimento de seu dever constitucional de tutela dos interesses da sociedade.

Antonio Carlos Alpino Bigonha
Procurador Regional da República
Presidente da ANPR

Rasgadores de votos?

Deputados petistas, candidatos à reeleição, tem cortado um dobrado nas viagens pelo interior. O que mais ouvem são queixas de prefeitos contra o governo que deixou de publicar parte dos convênios para repasse de recursos do famoso empréstimo de R$ 366 milhões.

Lembre-se que 51% do dinheiro deveriam ir para o caixa das prefeituras.

Nas secretarias de Planejamento e de Fazenda, os deputados têm ouvido que o governo poderá fazer aplicação direta nos municípios (opção que desagrada dez entre dez) ou aguardar o fim das eleições, quando o Estado poderá voltar a fazer convênios, hoje vetados por estarmos em período eleitoral.

Sempre comedido nas críticas, o ex-líder governista na AL, Airton Faleiro usou o twitter para reclamar contra técnicos da Sefa e Sepof que segundo ele são “rasgadores de votos”.

Inaugurado o comitê da campanha petista

O comitê central da campanha petista, inaugurado com comes e bebes ontem à noite, fica na Gentil Bittencourt com 9 de Janeiro.
É um prédio de cinco andares.
A coordenação da campanha informou que o contrato é de R$ 90 mil para quatro meses de uso.
No local, vai funcionar um depósito de material, auditório para reuniões partidárias e uma sala para a candidata.
O PT terá mais dois comitês desse porte: um em Santarém, outro em Marabá.

MPF impugna apenas 18 pedidos de registro de candidaturas

Ficou abaixo do esperado o número de ações do MPF no Pará contra registros de candidaturas. Terminado o prazo, foram apenas 18. Do total, 16 foram baseadas na Lei da Ficha Limpa. Duas foram por questões relacionadas à filiação partidária.

Confira as três ações impetradas ontem que somadas às que chegaram ao Tribunal Regional Eleitoral no último sábado e na segunda-feira, somam o total de 18.

Mário Osvaldo Corrêa: pedido de candidatura a deputado estadual pelo PRfoi condenado por compra de votos, em decisão transitada em julgado.
Íntegra da ação em http://www.prpa.mpf.gov.br/noticias/Acao_impugnacao_Mario_Osvaldo_Correa.PDF

Marlio Sued Lopes Teles: pedido de candidatura a deputado estadual pelacoligação Por Um Pará Mais Unido (PTN / PSC / PTC / PT do B) não possuíafiliação partidária pelo menos até o dia 1º de julho. A legislaçãoestabelece que para ser candidato é preciso estar filiado a um partido hápelo menos um ano da data das eleições.
Íntegra da ação em http://www.prpa.mpf.gov.br/noticias/Acao_impugnacao_Marlio_Sued_Lopes_Teles.PDF

Roselito Soares da Silva:
pedido de candidatura a deputado estadualpelo PR foi condenado em processos de apuração de conduta vedada ecompra de votos, em decisões colegiadas.
Íntegra da ação em
http://www.prpa.mpf.gov.br/noticias/Acao_impugnacao_Roselito_Soares_da_Silva.PDF

Ainda há 94 pedidos de registros sendo analisados e, dessa análise, podem sair outras ações.