Pages

quinta-feira, 22 de julho de 2010

Eleições na Fenaj

Já está no ar o site da campanha da chapa 2 para a Federação nacional dos Jornalistas. O candidato à presidência é Pedro Pomar. Entre os paraenses que apóiam a chapa da oposição, está o jornalista Lúcio Flávio Pinto.
Coleguinhas e demais interessados podem conhecer as propostas da chapa aqui

44 comentários:

Anônimo disse...

Rita, já conheço a chapa e vou votar nela. Vale pena tentar mudar a Fenaj e torná-la uma entidade de direito e de fato representantiva da nossa categoria.
Profº Demócrito

Anônimo disse...

com esse povo duvido.

Anônimo disse...

Rita, obrigada por divulgar essa chapa, pois nela só tem gente comprometida com a categoria e não com os barões (públicos e privados) da imprensa.

Anônimo disse...

Acredito que a Chapa 2 representa mudanças reais e concretas na Fenaj. Chega de acordões para garantir empresários! Nunca vi uma Federação tão distante de sua base.

Anônimo disse...

Valeu, Rita. Obrigada por apoiar a chapa do movimento "Luta Fenaj!".

mapinguari disse...

Nem vou dizer de novo tudo o que já comentei no blog da Leiska. Com o Pomar na Fenaj, du-vi-de-o-dó, como dizia a minha bisavó, que as coisas mudem para melhor. Apesar do apoio de Lucio Flavio, por quem tenho grande admiração, se eu fosse jornalista pensaria 2 ou 3 vezes antes de votar nessa chapa (aliás, quem são os opositores, o pessoal do baronato, como diz o site da Chapa 2, que visitei há pouco).
O Pomar na Fenaj será o braço do atual governo na entidade, e dará força às esdrúxulas propostas de controle da imprensa que já se esboçam atualmente.
Repito: se eu fosse jornalista, antes de votar colocaria as barbichas de molho e investigaria o que está em jogo, além das ligações dos candidatos com o poder vigente.
Mantendo-me fiel à rotina mapinguariana de perguntar aos demais anônimos, lá vai: a quem e o que exatamente está agora em jogo na Fenaj?
Se alguém acertar, ganha uma passagem do Mapinguarimóvel para a reunião dos blogueiros progressistas (essa é mais uma dica para quem está dormindo). E finalizo com mais uma pergunta mapinguariana: agora que aí no Brasil tudo é programa-cidadão, a expressão blogueiro-progressista quer dizer o quê mesmo?
Ass. Mapinguari, o que está sentado no alto da Serra Pelada, observando atentamente o que se passa.

Anônimo disse...

O carioca Pedro Estevam da Rocha Pomar, 53, é atualmente editor da Revista Adusp, publicação da Associação dos Docentes da Universidade de São Paulo. Diplomado em jornalismo pela Universidade Federal do Pará (1983), Pomar é mestre em História pela Unesp (2000) e doutor em Ciências da Comunicação pela USP (2006). Durante a ditadura, trabalhou em Belém, nos periódicos alternativos (Resistência e Nanico) e nos diários da época. Posteriormente, em São Paulo, atuou na Folha de São Paulo, TV Pinheiros, TV Gazeta e em outros veículos. Nas décadas de 1980 e 1990, prestou assessoria de imprensa a diversos sindicatos de trabalhadores.

Com um invejável e incontestável currículo desse,por que Pomar seria ligado aos barões da imprensa e defensor da ditadura?
Será que já tem gente incomodado com o sucesso do rapaz?
O ideal é sair do armário da militância e ir a luta, como fez o Pedro.
Viva a Chapa 2. Luta Fenaj, luta!

mapinguari disse...

Opa opa, eu perguntei primeiro. Vocês, jornalistas, é que podem responder. Eu só leio e observo.
Ass. Mapinguari, que já não tem certeza de nada.

Anônimo disse...

Acho engraçado como algumas pessoas resolvem opinar sobre o que não sabem.

Hoje, o que está em jogo na Fenaj é a linha política e a linha de conduta adotada. Atualmente, temos a frente da Fenaj uma direção que faz acordos com empresários, garantindo a participação destes em detrimento do real exercício do direito a comunicação.

Esta conduta deve ser defenestrada, e a Federação Nacional dos Jornalistas deve ser combativa na luta pelo direito do jornalista trabalhador. Além disso, temos ainda um conduta de bastidores, que resolve fazer acordos dentro de salas refrigeradas ao invés de travar o debate na categoria, como foi o Conselho Federal de Jornalistas, que de
tão ruim não foi sancionado.

Outro absurdo é o FenajPrev. Ao invés da Federação lutar, junto com outras categorias, pelo real ganho salarial e previdenciário do jornalista, ela defende a adoção de uma linha de previdencia privada, que mais penaliza do que ajuda o jornalista. No Fenaj Prev, você sabe quanto paga, mas não sabe quanto ganha....É por isso que lutamos por uma outra Fenaj.

Ei Mapinguari, desse da Serra Pelada, pára de comer banana e vem pra luta!

Sílvia Sales disse...

Voto Pedro Pomar.
Voto Chapa 2. Luta, Fenaj!

Sorry Mapinguari.

Anônimo disse...

Fico maravilhado com a evolução de alguns coleguinhas que até bem pouco tempo não queriam nem ouvir de perto a denominação "Luta Fenaj" -chapa 2. Realmente , parabenizo os colegas que enfim, enxergaram que uma outra Fenaj é possível! Como vovó já dizia:"quem não tem colírio usa óculos escuros...rsss
Vivendo e aprendendo sempre!

mapinguari disse...

Lady Silvia, não precisa pedir desculpas: acho todos os debates muito saudáveis e defendo com ardor o direito das pessoas terem opinião. Ainda mais nesse caso em que você é a jornalista e deve saber melhor do que este mapinguari o que é melhor para a sua categoria.
Anônimo das 18h55, obrigado pelas informações. Quanto a opinar (mesmo sobre o que não sei) é um sagrado direito que me permito e igualmente concedo aos outros, ouvindo-os com atenção e refletindo antes de aceitar ou rejeitar os argumentos. E meus ouvidos gostam um pouco mais dos que respondem a certos questionamentos (legítimos, dado o que se fala em todo o país sobre as ligações dos Pomar com o atual governo e seus múltiplos tentáculos, inclusive em negócios da China com a China) usando dados e a lógica.
Duvidas e perguntas são estratégias comuns à minha profissão e à de todos os comentadores deste post (que eu presumo serem jornalistas). Então, se duvidar e perguntar, questionar e se informar não pode ser ruim (a não ser em regimes ditatoriais), vamos à luta não por pessoas mas pela verdade que instiga a Filosofia e constroi o bom Jornalismo.
Abraços aos debatedores.
Ass. Mapinguari da Serra Pelada, homenageando François Marie Arouet, que dava aos outros o sagrado direito de dizer o que quisesse, mesmo se contrário à opinião dele.

P.S. Aqui onde moro, bananas são muito caras. :)

Anônimo disse...

O mapinguari da Serra Pelada, que é só mancada, deveria ter umas aulas com o polvo Paul, antes de se manifestar.

Anônimo disse...

O que um MAPINGUARI, com toda essa sabedoria, verve e conhecimento de filosofia faz em Serra Pelada?
Ensinando Sociologia Política é que não está.

Anônimo disse...

Ele pirou de vez, agora tá confundindo o Pedro Pomar com o Carmona, que adoooooora a China. Não é honesto, mapinguari, dizer que está dizendo "o questão dizendo por aí". Então prove, ou pelo menos seja mais convicente. Já deu pra notar que vc não é medíocre, embore tente se comportar como tal. Vc é mapinguari, não papagaio pra ficar repetindo sem pensar.
Profº Demócrito

Anônimo disse...

Ora, ora...tda a tucanada das redações com a chapa do Pomar? Há que se investigar o que tem por trás, mas já imagino: estão associados à 2 porque à 1 deve ser a turma da Caetana, a origem do mal sobre a terra, o bode espiatório de quem hoje "luta" só pra sobreviver, mas é da galera que chama patrão de "colega".

Anônimo disse...

O Pedro Pomar (e toda a família dele) adoooooram a China.

mapinguari disse...

Quem tem Schopenhauer não precisa de molusco (se é que você captou o sentido pleno). Tá certo que sou um mapinguari que só dá mancada, não sei de nada e adoro parecer medíocre(contrarie alguém e veja como vc é imediatamente desqualificado, hehehe), mas, atendendo a pedidos, lá vai o que se diz por aí e que resulta em 171 mil resultados no google em resposta à pesquisa pelas palavras "Pomar" e "China" (ah, o oráculo Google). Lógico que desses resultados há de se fazer uma seleção, escolhi esses links bonitinhos aqui para vocês se divertirem, tá?

Ó que fofo (ooops): http://www.telenewstorres.com/tntMiltonPomar.html

Esse não é blogueiro progressista mas só fala com provas na mão: http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/o-leninismo-de-resultado-petistas-criam-empresa-para-fazer-negocios-da-china-e-tiveram-o-apoio-de-lula/

Não sei quem é esse, mas parece conhecer a famiglia toda:
http://edubisotto.blogspot.com/2010/07/so-se-bate-em-arvore-que-da-frutos.html

Mais um: http://www.slideshare.net/BarbaraDuque/apresentao-vladimir-pomar

Idem: http://www.osascoagora.com.br/geral/seminario-%E2%80%9Coportunidades-de-negocios-com-a-china%E2%80%9D-amplia-relacoes-internacionais-de-osasco/

Idem idem: http://www.administradores.com.br/informe-se/informativo/o-brasil-precisa-descobrir-a-china-alerta-especialista-em-mercados/11784/

Essa aqui mostra a ligação Pomar-Donana e vc acha no Google, mas "em cache" já que o site está fora do ar:
Missão chinesa virá ao Pará
O Pará deve receber, ainda este mês, uma missão chinesa para prospecção de negócios no Estado. A visita, que está sendo articulada pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia (Sedect), já é conseqüência da aproximação com a China, iniciada pelo Governo do Pará em novembro passado, quando a governadora Ana Júlia Carepa, secretários de Estado e empresários visitaram o país em missão oficial para averiguar possibilidades de cooperação comercial.

Está prevista a vinda de representantes do CCPIT (China Coulcil for the Promotion of International Trade), de uma universidade chinesa e também de uma empresa com atuação na área florestal, a Shengda Forest. Fabricante de pisos laminados de madeira, a empresa tem interesse em adquirir madeira certificada vinda de áreas de reflorestamento.

Segundo Wladmir Pomar, da empresa BWP, consultoria contratada pelo Governo do Estado para auxiliar na aproximação com o mercado chinês, a vinda dos chineses ao Pará será importante para consolidar o acordo de irmandade firmado entre o Pará e a província chinesa de Sichuan, além de agregar empresários interessados em investir aqui. “O Pará tem avançado no caminho para concretizar projetos, linhas de intercâmbio e negociação com a China. Há boas perspectivas, porque os chineses estão em busca de negócios no exterior e o Pará tem grandes potenciais para gerar investimentos.”

Pomar e a diretora de Apoio ao Comércio Exterior da Sedect, Fátima Gonçalves, conversaram com a governadora Ana Júlia sobre os preparativos para receber a missão chinesa. A governadora destacou que a prioridade do Estado é dar seqüência à formatação de projetos para gerar negócios, ampliar as exportações paraenses e, consequentemente, gerar mais empregos no Pará.

Texto: Aline Monteiro - Secom

mapinguari disse...

Quem tem Schopenhauer não precisa de molusco (se é que você captou o sentido pleno). Tá certo que sou um mapinguari que só dá mancada, não sei de nada e adoro parecer medíocre(contrarie alguém e veja como vc é imediatamente desqualificado, hehehe), mas, atendendo a pedidos, lá vai o que se diz por aí e que resulta em 171 mil resultados no google em resposta à pesquisa pelas palavras "Pomar" e "China" (ah, o oráculo Google). Lógico que desses resultados há de se fazer uma seleção, escolhi esses links bonitinhos aqui para vocês se divertirem, tá?

Ó que fofo (ooops): http://www.telenewstorres.com/tntMiltonPomar.html

Esse não é blogueiro progressista mas só fala com provas na mão: http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/geral/o-leninismo-de-resultado-petistas-criam-empresa-para-fazer-negocios-da-china-e-tiveram-o-apoio-de-lula/

Não sei quem é esse, mas parece conhecer a famiglia toda:
http://edubisotto.blogspot.com/2010/07/so-se-bate-em-arvore-que-da-frutos.html

Mais um: http://www.slideshare.net/BarbaraDuque/apresentao-vladimir-pomar

Idem: http://www.osascoagora.com.br/geral/seminario-%E2%80%9Coportunidades-de-negocios-com-a-china%E2%80%9D-amplia-relacoes-internacionais-de-osasco/

Idem idem: http://www.administradores.com.br/informe-se/informativo/o-brasil-precisa-descobrir-a-china-alerta-especialista-em-mercados/11784/

mapinguari disse...

Essa aqui mostra a ligação Pomar-Donana-China e vc acha no Google, mas "em cache" já que o site está fora do ar:

Missão chinesa virá ao Pará

O Pará deve receber, ainda este mês, uma missão chinesa para prospecção de negócios no Estado. A visita, que está sendo articulada pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento, Ciência e Tecnologia (Sedect), já é conseqüência da aproximação com a China, iniciada pelo Governo do Pará em novembro passado, quando a governadora Ana Júlia Carepa, secretários de Estado e empresários visitaram o país em missão oficial para averiguar possibilidades de cooperação comercial.

Está prevista a vinda de representantes do CCPIT (China Coulcil for the Promotion of International Trade), de uma universidade chinesa e também de uma empresa com atuação na área florestal, a Shengda Forest. Fabricante de pisos laminados de madeira, a empresa tem interesse em adquirir madeira certificada vinda de áreas de reflorestamento.

Segundo Wladmir Pomar, da empresa BWP, consultoria contratada pelo Governo do Estado para auxiliar na aproximação com o mercado chinês, a vinda dos chineses ao Pará será importante para consolidar o acordo de irmandade firmado entre o Pará e a província chinesa de Sichuan, além de agregar empresários interessados em investir aqui. “O Pará tem avançado no caminho para concretizar projetos, linhas de intercâmbio e negociação com a China. Há boas perspectivas, porque os chineses estão em busca de negócios no exterior e o Pará tem grandes potenciais para gerar investimentos.”

Pomar e a diretora de Apoio ao Comércio Exterior da Sedect, Fátima Gonçalves, conversaram com a governadora Ana Júlia sobre os preparativos para receber a missão chinesa. A governadora destacou que a prioridade do Estado é dar seqüência à formatação de projetos para gerar negócios, ampliar as exportações paraenses e, consequentemente, gerar mais empregos no Pará.

Texto: Aline Monteiro - Secom

mapinguari disse...

Profº Demócrito,
não "pirei" e posso garantir ao senhor que Pomares adooooooram a China. Quanto à honestidade da afirmação, espero que os links aí de cima o satisfaçam. Se não for bastante, evoque o Grande Oráculo do google e descubra mais.
A afirmação do papagaio não se aplica (René Descartes já me vacinou contra isso faz um tempão). Sei do que falo. Aliás, veja o que uma boa pergunta pode fazer para o bem do debate: dá uma animadaaaaaaaa, hehehe.
Ass. Mapinguari, que jamais perde a classe ou a paciência no debate.

P.S. Psiu, professor, eu não tento jamais me comportar como medíocre. Isso é coisa do curupira, kkkk

mapinguari disse...

Anônimo das 9h48, moro na Serra Pelada mas passo férias na Riviera Francesa.
Ass. Mapinguari, o que ri enquanto bebe champanhe e aprecia o debate esquentar.

Anônimo disse...

Mapi,o que o Pedro, falei Pedro Pomar tem a ver com a China, não quero saber de outros pomares. Sofisma não funciona comigo nem com nenhum jornalista que se preze.

Anônimo disse...

Esse mapinguari, tem jeito de que come ovo e arrota caviar. Vai procurar o que fazer suprasumo da demência!
E não precisa responder explicando o que supra-sumo nem demência, tá?

Anônimo disse...

Se o mapinguari disse que é pra não votar no POmar, então eu vou votar. Sinal de que o cabra é sangue bom. Se o conselho fosse pra votar, aí ia dar medo.

Zilda Marques

Sílvia Sales disse...

Desqualificar o debate para as eleições na Fenaj não contribui em absolutamente nada para a categoria. Acaba resvalando para a baixa capacidade de argumentar, completa falta de respeito pela inteligência alheia, e cai no poço comum das baixarias e ataques pessoais. Não acredito que possamos avançar por esse caminho.
A expectativa é uma mudança efetiva na Fenaj, que resgate o compromisso com as lutas dos trabalhadores jornalistas,que aproxime a entidade das suas bases, e, particularmente, que respeite e perceba os sindicatos do Norte como parte integrante dessa luta em defesa de todos nós, jornalistas.
Vou de Chapa 2. Vou de Pomar.

Sorry again, Mapinguari.

Anônimo disse...

Fico sempre impressionado quando vejo as pessoas debatendo na Internet. No início, parecem ser gente normal, mas ai de quem diz uma palavra contra seus interesses ou de seus ídolos. É um festival de pancadas, agressões, gritaria.
Sou estudante de jornalismo e vim ler os comentários, mas saio daqui com uma impressão horrível de que os jornalistas paraenses não têm o menor equilíbrio emocional, não sabem conviver com críticas nem aceitam ser contrariados. Não é de admirar que a nossa imprensa seja isso que está aí.
E quem é esse mapinguari que é tão odiado?
E quem é esse Pedro Pomar que desperta tantas defesas?

Mapinguari da Serra Pelada disse...

hahahaha, que gente nervosa! Vai um calmante aí? Sossega, meu povo, que é só a eleição da Fenaj de vocês, não é guerra mundial, genocídio, bombardeio.

Esqueci de falar: toda vez que me mandam fazer algo, corro logo a fazer o oposto. Quando pedem, é diferente: aí analiso e cogito fazer. Mas se mandar, obrigar, determinar, fica tão difícil obedecer... Assim, só pra contrariar, vou explicar:
Supra-sumo: O mais alto grau; o auge.
Demência: qualquer forma de deterioração mental.
Conclusão: Ai meu Deus, fui xingado! Que horror, estou arrasado, mortificado, chilicado e deprimido. Falaram mal de mim!!!!
Para me acalmar, acho que vou comer uma dúzia de ovos só para poder arrotar uma bandeja de caviar - russo, claro.
Ass. Mapinguari da Serra Pelada, que rola de rir dos destemperados.

Anônimo disse...

De que planeta é o anônimo das 15h05? É estudante de jornalismo? "Não é de se admirar que a nossa imprensa seja isto que está aí". Poxa, e vai piorar se vc entrar nas redação.

Anônimo disse...

O coleguinha das 07:27 não ajuda ao ofender os que, no atual quadro, apoiam a Chapa 2. Anônimo não precisa destilar sua ira, com os que estão ajudando pra caramba, temos que agregar. Só assim chegaremos à vitória.

Mapinguari da Serra Pelada disse...

Lady Silvia, nada a desculpar, já lhe disse que respeito opinião divergente. Desculpe-me se não contribuí para o debate engrandecido, mas também faz parte do jogo da observação esticar a corda para ver quão rápido se perde a cabeça por coisas das quais ninguém se lembrará daqui a alguns meses.
Anônimo das 12h47, releia a "provocação" (para o debate) do meu primeiro comentário e veja como foi que as coisas evoluíram. Quanto ao sofisma, não é minha praia filosófica.
O que questionei foi: a partir da premissa das sinalizações do atual governo para uma intenção de controlar os meios de comunicação (preciso provar isso também ou basta citar o PNDH3?), pôr na Fenaj de vocês uma pessoa profundamente alinhada com o governo pode ser um jeito rápido e fácil de silenciar toda uma categoria? Perguntei apenas e estou aguardando uma resposta.
Ass. Mapinguari, escrevendo na madrugada e lembrando o quanto são passionais os seus conterrâneos.

Anônimo disse...

Sou do planeta que lê jornal paraense comprometido até o último fio de cabelo com os interesses políticos. Você tem razão: não vou entrar "nas redação", não. Vou estudar mais para fazer plural direito quando escrever.

Sílvia Sales disse...

Mapinguari não fique estressado, querido. Vamos em frente. Ou fique aí na Serra, de onde podes observar teus conterrâneos essencialmente passionais(ui).
Beijinnn.

Anônimo disse...

Mapinguari, o Celso Schoroeder não é alinhado ao governo?

Mapinguari da Serra Pelada disse...

Lady Silvia, não estou nem um pouco estressado. Estou fazendo hora enquanto Lady Mapinguari faz a malas para o fim de semana no campo (estou me sentindo o Asterix).
Anônimo das 16h31, não faço a menor ideia de quem é Celso Schoroeder.:-) Conte para nós, conte...

Anônimo disse...

KKKKKKKKKKKK. Tadinho do anônimo tarado por plural. Não precisa estudar muito sobre singular ou plural. Lula nunca precisou disso e tá lá no Planalto. Sem plural, sem concordância, sem.....

Sílvia Sales disse...

Tenha, então, um bom final de semana no campo ao lado de Lady Mapinguari. Não desapareça do twitter.

Anônimo disse...

É comovente ver a paixão da tucanada pela chapa 2...Quer dizer então, que a galera muda de lado,assim como muda de calcinha?
Realmente, há contravérsias...mas, vamos lá, muda Fenaj, pra ver se esse povo aprende de vez que quem sabe faz a hora e não espera ver pra crer...rssss
Aglutinar significa não parar de acreditar e o debate melhora quando caem as máscaras, rsssss

Cristina Monteiro disse...

KKKKKKKKKKKK. Faz-me rir anônimo das 20:07. Se incomoda tanto o apoio da "tucanada", ela abandona a chapa 2. Mas eu acho muito difícil, não adianta provocar e querer parar a campanha crescente da Chapa 2.KKKKKKKK. Oh, céus!!!!
Só para lembrar: quem mudou de lado foi a Chapa 1, no Pará, claro. Hoje comandada por energumenos. KKKKKKKKKKKK.
Ah, é bom mesmo mudar de calcinha.

Anônimo disse...

Interessante que o Mapinguari "não é jornalista" e se mete. Acho que aí tem coisa, e coisa de chifre queimado. Será que o Pedro fez alguma "saliença" para a madame Mapinguari na época em que morou em Belém?

Anônimo disse...

Não é a mesma que autorizaca diária para o maridão lotado na Assessoria de Comunicação do Governo quando era a Assessora?

Anônimo disse...

Acho muito ruim desqualificar o debate fazendo acusações que nada tem a ver com a proposta de mudança da nossa Federação. Creio que as intervenções devam vir com base em propostas de chapas e condução política da Fenaj.

Estou cansado de ver uma Fenaj de bastidores, que só faz debate em congresso. Vi o Sem Censura do Xereder, e ele disse que o CFJ está em debate a 20 anos, em congressos de jornalistas. Mas ai, pensei com meus botôes: E na ponta, será que isso chegou? Será que nossos representantes nestes espaços participavam com compromisso do congresso, ou iam fazer turismo? Falo isso porque aqui na categoria, na ponta, não chegou naaaaddddaaaa! Que feio. Fazer turismo com dinheiro dos coleguinhas. Coitado, Xereder vai perder e tá apelando!

Mapinguari da Serra Pelada disse...

Anônimo das 15h14. Mas já acabaram os argumentos e resolveu apelar? Ah, que feio. Assim, titio Mapinguari não dá mais atenção a você: criança malcriada e apelona não ganha doce, viu?
Quanto a "me meter" na conversa, ainda não se instalou a ditadura sobre a opinião (ou já aconteceu e não me contaram?). Ah, e pergunte aos venezuelanos se as tentativas de censura à imprensa são apenas da conta dos jornalistas ou de todo mundo. E o que me interessa aqui - já o disse - não é a Fenaj propriamente, mas o que pode (eu falei pode - aliás perguntei, questionei e indaguei a partir de algumas premissas preocupantes) mas as consequências para o meu país.
Quanto a seus argumentos pobrezinhos, devo avisá-lo que já li Schopenhauer (tem um livrinho ótimo chamado"Como vencer um debate sem ter razão" que ensina como ignorar essas tentativas bobinhas de desviar o debate do assunto principal);-)
Ass. Mapinguari da Serra Pelada, que adora o velhor Arthur.

Rodrigo disse...

Que seja eleito o mais qualificado.