Pages

domingo, 11 de julho de 2010

Flexa Ribeiro e a candidatura Yamada

Um dos mais afetados com a candidatura de Fernando Yamada ao Senado poderá ser o tucano Fernando Flexa Ribeiro, ligado ao setor empresarial, mesmo nicho em que Yamada deve buscar votos e doações para a campanha.

Não por acaso o lançamento da candidatura do empresário foi feito na sede da Federação das Indústrias do Pará, entidade que já foi presidida por Flexa que mantém grande influência sobre o setor.

Em entrevista para o Diário do Pará , Flexa Ribeiro classificou Yamada de “amigo” e de “empresário vitorioso” e garantiu que não haverá atritos na caça aos votos e doações dos empresários paraenses.

“Não podemos escolher com quem vamos concorrer. A decisão de se candidato é de fórum íntimo”.

2 comentários:

mapinguari disse...

E é besta de brigar com o sobrenome Yamada? Nem em sonhos...;)

Anônimo disse...

Não é para menos! Fernando Yamada não terá problema, por exemplo, com dinheiro para a campanha. A empresa dele (e dos irmãos, pai, tio e muito mais) faturou ano passado, segundo a Revista Exame 500 Empresas Maiores do Brasil, que está nas bancas, 709,8 milhóes de dólares. Isso mesmo, em verdinhas.