Pages

quarta-feira, 7 de julho de 2010

Democrata diz que decisão dos tucanos no PA foi "picareta"

As feridas abertas com o fracasso das negociações entre tucanos e Democratas do Pará, que resultaram na desistência de Vic e Valéria Pires Franco da disputa eleitoral deste ano, ainda vão sangrar por muito tempo.
Vejam esta notícia da coluna Painel da Folha de São Paulo (exclusivo para assinantes) de hoje:

#prontofalei
O presidente do DEM, Rodrigo Maia, chama de "absurda" e "picareta" a decisão de Simão Jatene (PSDB), candidato ao governo do Pará, de não abrir espaço na chapa para a "demo" Valéria Pires Franco, que concorreria ao Senado. Mas já existe uma ala no partido trabalhando para amenizar atritos com a cúpula tucana em razão do episódio.

Viu só? Para justificar o descarte de Valéria, tucanos alegam que ela pretendia dar a vaga de suplente a Carlos Rodenburg, homem de confiança da Daniel Dantas.

11 comentários:

Anônimo disse...

Coitado do presidente do DEM, Rodrigo Maia! Ele não conhece o fisiologismo de Vic Pires Franco.
Como o vic venderia até a alma, náo é de duvidar que o suplente de Valéria pudesse ser mesmo o homem de Daniel Dantas.

Anônimo disse...

Como a vaidade, a soberba, prepotência e ganância são maiores do que outros também condenáveis defeitos humanos, Vic e Valéria ignoraram o ditado popular: "Quem muito quer, nada tem".
E aí ficaram de fota. Agora, atiram com a metralhadora dos outros, como a do presidente nacional do DEM. É o que sobrou parea eles. Bem feito!

Anônimo disse...

O problema do PSDB não é a Valéria, mas o marido!
Desde muito cedo os tucanos não confiam no VIC (nem o Rominho Maiorana).
Agora mesmo, nestas preliminares da campanha, Vic foi ao limite do seu fisiologismo. Se vendeu, antes, a alma ao diabo, ninguém sabe, mas quando ele chegou ao PT, sem rodeios nem segredos, revelou sim do que é capaz: vender-se a qualquer preço. O Vic, que agora desce a ladeira abaixo, é um desses produtos que os políticos mais festejados, como Almir Gabriel, produzem; e que depois se viram contra o criador. Vic é um tipo acabado da máxima de criador e criatura, que depois transformam-se em fardo pesado não só porque aprendem as traquinagens políticas, mas porque revelam-se verdadeiras víboras, personagens perigosas, que não acrescentam nada à prática política porque são fisiológicas; figura personalistas, vaidosas.
A política precisa se livrar de gente como o Vic, e também como o Dulciomar, Jader Bbarbalho, Flexa Ribeiro, Ana Júlia entre outros (JANTE FICA DE FORA, POR ENQUANTO, ATÉ INCIDAR A IZABELA OU O BETO COMO CANDIDATOS A VEREADOR DE BELÉM OU DE ANANINDEUA.

Anônimo disse...

Enriquecendo o comentário do anônimo das 12:16, é bom lembrar que Valéria foi uma criação conjunta de Almir Gabriel e Jatene, assim como foi o Pepeca e o Dulciomar - na exttensão senatorial e como alcaide, além do Mário Bicheiro Couto, ao ser conduzido à presidência da ALEPA. Flexa Ribeiro não fica atrás. Paulo Rocha, qiue tinha uma carreira limpa, sujou-se com o mensalão.
Então, mexendo e remexendo nesse angu, todo mundo é um grude só, difícil de serem digeridos.
Mas, enquanto isso..., o povo vai votando, vai votando.
Até quando?

Anônimo disse...

Enriquecendo o comentário do anônimo das 12:16, é bom lembrar que Valéria foi uma criação conjunta de Almir Gabriel e Jatene, assim como foi o Pepeca e o Dulciomar - na exttensão senatorial e como alcaide, além do Mário Bicheiro Couto, ao ser conduzido à presidência da ALEPA. Flexa Ribeiro não fica atrás. Paulo Rocha, qiue tinha uma carreira limpa, sujou-se com o mensalão.
Então, mexendo e remexendo nesse angu, todo mundo é um grude só, difícil de serem digeridos.
Mas, enquanto isso..., o povo vai votando, vai votando.
Até quando?

Anônimo disse...

Como dira uma amiga minha, o DEM só não chegou ao fundão do poço porque roubaram o poço.
Esse Vic é um irresponsável, moleque, sem condições nenhuma de falar a articular a política dentro do DEM.

Anônimo disse...

Não se preocupem, anônimos, Logo logo todos estão de beijos e abraços...

A história nos mostra:

1. Hélio que amava Jader... brigou, disse cobras e lagartos... hj são amigos de sempre;

2. Luis otávio Campos, usou pulsirinhas lindas, presenteadas por, dizem, JB. Foi unha e carne de Hélio, depois senador do Governador Almir... agora, JB desde criancinha;

3. Almir, cria de JB, revoltou-se contra o criador e saiu tal qual metralhadora giratória contra quem o criou. Hoje, tá aí oferecendo café da manhã a JB e dizendo que vai ajudar ma campanha de Juvenil;

4. Vic, era Hélio na terra e Deus no céu...hj, é PSDB, PMDB, PT, e quem mais chegar.

Parece briga de casal: brigam, dizem que vão se separar, na hora da partilha dos bens... percebem que é melhor ficarem juntos...

Anônimo disse...

Caramba, cara poster.
Faziam muito tempo que procurava uma, digamos, "resenha" dos político$ paraen$e$ e agora achei!
Maravilha!
Lendo os comentarios acima, temos pronto e acabado, em poucas linhas, o quem é quem nessa porca politicalha paraoara.
O blog e esses comentaristas estão de parabéns!
Mandaram bem.

em tempo: como ninguém é perfeito, esqueceram do "brilhante" Gerson Peres nesse resumão dos "prendados", não?

Anônimo disse...

Do www.juventudeempauta.blogspot.com (q vc devia incluir na sua lista..:)

quarta-feira, 7 de julho de 2010
O caso Bruno e a idade penal

Hoje nos jornais a notícia de que um primo do goleiro Bruno, de 17 anos, portanto menor de idade, seria o autor do assassinato da amante do goleiro do Flamengo, uma atriz pornô com passagem pela "Brasileirinhas, por conta de um filho fora do casamento, a quem se recusava a reconhecer, traz um debate importante sobre a questão da redução ou não da idade penal.
A reação de setores da opinião pública foi de "desvendar" a "estratégia": vão responsabilizar o menor para livrar os verdadeiros criminosos. Num raciocínio que condena persistir no Brasil a "impunidade" para menores.
Se for de fato essa a "estratégia", a reflexão correta é para o outro lado. A tentativa de culpar esse primor menor traz à tona uma prática corriqueira do crime organizado, especialmente do tráfico, que é usar inimputáveis para dinamizar suas atividades. Exatamente por isso é que não podemos concordar com a redução da idade penal, pois isso implicaria o recrutamento e a utilização de pessoas cada vez mais jovens para esse mundo onde a expectativa de vida, pelo menos nos morros cariocas, é de apenas 21 anos.
Postado por Leopoldo Vieira às 1:57 PM 0 comentários Links para esta postagem

Anônimo disse...

O caso do Goleirto BRUNO é só a ponta do subundo em que as estrelas do mundo do futebol se metem embalados pelo dinheiro.
Se não fosse a Copa do Mundo, diríamos que o Mundo do futebol é mesmo um submundo.

mapinguari disse...

Concordo com o anônimo das 15h16: o comentário anterior foi tão elucidativo... Este mapinguari ficou com os olhos rasos d´água ao relembrar, nesse highlight, os edificantes momentos da recente vida política paraense. Deu até para lembrar porque não voltei para a minha floresta amada. Daqui do sul, o Mapinguari aguarda que todos sejam presos/punidos/banidos da vida pública a fim de poder voltar à terrinha.