Pages

quarta-feira, 30 de junho de 2010

Quem avisa amigo é

Atenção servidores públicos de todas as esferas: a partir do dia 5 de julho, começa oficialmente a campanha eleitoral.

Ficaremos atentos para uso de celular, e-mails e provedores institucionais para envios de tweets, torpedos e postagens em blogs com conteúdo partidário.

Atenção também para uso de e–mails públicos para envio de conteúdos de campanha como agenda de candidatos.

Cuidado ao usar carros oficiais em compromisso de campanha.

Esses chatos que são os jornalistas e, lógico, os adversários não deixarão passar em branco.
Levarão os casos para o Ministério Público Eleitoral.

Melhor evitar problemas.

Só para lembrar, em 2006, a então candidata à Presidência da República, Heloísa Helena (PSOL), teve que demitir o assessor de imprensa que passou, inadvertidamente, a agenda da candidata pelo e-mail do Senado, configurando uso dos recursos públicos para o objetivo eleitoral.

Pode parecer exagero, mas em um País patrimonialista como o Brasil, onde o público e o privado são sempre misturados, todo cuidado dos eleitores ainda é pouco.

5 comentários:

Marcus Benedito disse...

Pertinente seria ficar de olho na Funtelpa, pois há muito tempo, a emissora "pública" faz campanha deliberada para Ana Júlia.
Cadê o Ministério público Eleitoral que não vê isso?

Diógenes Brandão disse...

Espero que isso seja de fato exercído, mas deve ser cobrado das prefeituras e demais mandatos que vierem porque só agora mesmo para fazer valer essa lei, haja visto que os orgãos estaduais do governo tucano era o que mais se fazia!

LH disse...

Rita, como fica a "trupe" (assessores da governadoria) da governadora/candidata que viajam para organizar as visitas da mesma(governadora/candidata) quando de seus "city tour" interiorano?

Minha pergunta se faz, uma vez que as referidas viagens - todas publicadas no DOE-PA, são custeadas pelo governo.

Anônimo disse...

No último fim de semana, recebi msg de um celular funcional do governo do Estado me convidando para a convenção do PT, hoje. é só a partir de 5 d ejulho que não pode? pra mim, não poderia nunca.

RS disse...

Anônimo das 15h35 não podia mesmo. Cabe ação do MPE nesses casos
LH acho que agora as viagens vão parar. Os candidatos terão que deixar o governo