Pages

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

Paulo Rocha e Flexa Ribeiro estão empatados

A pesquisa Ibope disponibilizada ontem à noite no site do Instituto não trouxe boas notícias para o candidato do PT ao Senado, Paulo Rocha.

Na pesquisa estimulada - aquela em que o entrevistador oferece os nomes como opção – Rocha está com 28% e Flexa com 23%, tecnicamente empatados dentro da margem de erro.

Na espontânea - quanto o eleitor precisa lembrar o nome do candidato - a situação é ainda mais complicada para o petista.

Segundo os dados do Ibope, Rocha aparece empatado com Flexa, ambos com 10%.

Nas duas pesquisas Jader lidera com folga. Na estimulada tem 50% das intenções de votos e na espontânea, 24%.

Jader e Rocha sempre foram apontados como favoritos na corrida ao Senado.
A candidatura de Flexa era considerada temerária até dentro do PSDB. A pesquisa mostra que Flexa é mais competitivo do que se imaginava.

18 comentários:

Charles disse...

Essa pesquisa foi regitrada no TRE?

RS disse...

Sim. No TRE, o número de registro é 14954/2010 e no TSE 26140/2010

Anônimo disse...

Rita, salvo engano o Paulo Rocha também pode ser impedido de concorrer. Isto posto, Flexa e Marinor deverão ser os nossos senadores. Correto?

Anônimo disse...

Flexa voa...

Anônimo disse...

Flexa voa e Rocha afunda. Com Jatene ao lado Flexa tende a subir mais ainda e o Rocha,...ah, o Rocha vai continuar afundando, pois está do lado da Ana rejeitada.

Anônimo disse...

A próxima cabeça a rolar deverá ser a do Paulo Rocha.
É a justiça sendo feita.

Anônimo disse...

Estão empatados também na patifaria?
Ê povo burro... merecem mesmo...

Anônimo disse...

Flexa, Marinor, Paulo Rocha, Jader, dá no mesmo.

A falta de boas opções aumenta a cada eleição.

Anônimo disse...

Não dá no mesmo não. Flexa não tem mensalão nas costas.

Anônimo disse...

Flexa e Jatene: Vamos que vamos!

Anônimo disse...

Flexa não é aquele já foi até preso pela policia federal?

Anônimo disse...

É exatamente o que já foi preso pela PF!

Anônimo disse...

Deu no Bilhetim:

" Eleições 2010: Jatene a galope
Jatene está a 17 pontos na frente. Juvenil está em ascenção. Hoje venceria no primeiro turno.
Postado por Edir Veiga às 11:01"

Anônimo disse...

Já, Jatene Já.
Já, Jatene Já.

Faro Fino tá com preguiça de escrever.
RS, ontem perguntaram se eu era um cachorro...
Sim, já me chamaram assim.

Anônimo disse...

EU JÁ SABIA!!!

Flexa voa, enquanto Rocha afunda!!!

Anônimo disse...

Jatene faz o circuito Sul/Sudeste, de hoje a segunda-feira, Começcando por Paragominas e terminando em Conceição do Araguaia. Vai ser um arrastão. Voltará trazendo mais alguns pontos na frente de Ana Júlia, sem dúvida. Ainda não se sabe se Ana estará na cola.
Foi assim no Oeste, de onde ele trouxe mais um barco cheio de votos.
Esperem só e confiram no próximo voto. Vai dar JATENE no primeiro turno.

guilherme disse...

O candidato tucano vem veiculando no horário de propaganda eleitoral que derrubou o projeto de lei de um senador do PT do Acre, que obrigava a pasteurização do açai. Veja notícia veiculada em O Liberal sobre o que ocorre com o açai que consumimos, e tire suas conclusões.

"" Vigilância faz alerta sobre açaí impróprio

Saúde - Testes em 82 amostras indicam que 54 delas tinham coliformes fecais

Em pelo menos 20% dos pontos de vendas de açaí visitados pelo Departamento de Vigilância Sanitária (Devisa) da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), o produto comercializado estava contaminado. Desde o início do ano, a Devisa recolheu amostras de quase 250 pontos em Belém. O órgão já tem em mãos os resultados de 82 amostras. Foi detecada a presença de coliformes fecais em 54 locais de venda, sendo que em 22 casos, o problema estava no caroço e nos outros 32 casos, no açaí já batido. Na próxima semana, começa o trabalho de interdição dos locais onde a situação é mais precária. 'Dentro do alimento você não pode ter coliformes, porque significa que você teve contato com dejetos. Você tem que assegurar que o alimento vai ser isento desse tipo de bactéria. Isso é sério, é grave. A população, com certeza, está ingerindo produto de pouca qualidade', disse Marcos Alvarez, diretor da Devisa.

O Serviço de Apoio à Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) estima que existam mais de 4 mil ponto de vendas de açaí em Belém. 'Na capital se consome em torno de 200 mil litros do produto por dia', destaca Alvarez. A preocupação, agora, diz respeito à qualidade do produto ingerido pelos belenenses. Até o final do ano, o Devisa pretende inspecionar pelo menos 500 pontos. 'Para termos uma estatística, dar um raio do que está acontecendo nas revendas', explica o diretor. Ele afirma que o órgão orientou os batedores sobre como preparar o alimento. 'Mas, muitas vezes, essas pessoas que batem, principalmente nas periferias, não têm um cuidado de higiene', observa.

De acordo com Marcos Alvarez, os trabalhos de orientação foram concluídos. 'Cabe agora a inspeção e, se tiver que interditar, nós vamos interditar para garantir a saúde da população', garante. Hoje, às 14h, na sede do Ministério Público (MP), a Devisa se reúne com a Associação dos Revendedores de Açaí e com o Ministério Público, para definir quais procedimentos serão tomados em relação aos 54 pontos onde o produto comercializado está contaminado".

guilherme disse...

O candidato tucano vem veiculando no horário de propaganda eleitoral que derrubou o projeto de lei de um senador do PT do Acre, que obrigava a pasteurização do açai. Veja notícia veiculada em O Liberal sobre o que ocorre com o açai que consumimos, e tire suas conclusões.

"" Vigilância faz alerta sobre açaí impróprio

Saúde - Testes em 82 amostras indicam que 54 delas tinham coliformes fecais

Em pelo menos 20% dos pontos de vendas de açaí visitados pelo Departamento de Vigilância Sanitária (Devisa) da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), o produto comercializado estava contaminado. Desde o início do ano, a Devisa recolheu amostras de quase 250 pontos em Belém. O órgão já tem em mãos os resultados de 82 amostras. Foi detecada a presença de coliformes fecais em 54 locais de venda, sendo que em 22 casos, o problema estava no caroço e nos outros 32 casos, no açaí já batido. Na próxima semana, começa o trabalho de interdição dos locais onde a situação é mais precária. 'Dentro do alimento você não pode ter coliformes, porque significa que você teve contato com dejetos. Você tem que assegurar que o alimento vai ser isento desse tipo de bactéria. Isso é sério, é grave. A população, com certeza, está ingerindo produto de pouca qualidade', disse Marcos Alvarez, diretor da Devisa.

O Serviço de Apoio à Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) estima que existam mais de 4 mil ponto de vendas de açaí em Belém. 'Na capital se consome em torno de 200 mil litros do produto por dia', destaca Alvarez. A preocupação, agora, diz respeito à qualidade do produto ingerido pelos belenenses. Até o final do ano, o Devisa pretende inspecionar pelo menos 500 pontos. 'Para termos uma estatística, dar um raio do que está acontecendo nas revendas', explica o diretor. Ele afirma que o órgão orientou os batedores sobre como preparar o alimento. 'Mas, muitas vezes, essas pessoas que batem, principalmente nas periferias, não têm um cuidado de higiene', observa".