Pages

quarta-feira, 8 de setembro de 2010

Jatene perde dois minutos na TV

A juíza eleitoral Ezilda Pastana Mutran concedeu dois minutos de direito de resposta à Ana Júlia Carepa (PT), candidata à reeleição ao governo do Pará pela Frente Popular Acelera Pará, no programa do horário eleitoral gratuito de televisão do tucano Simão Jatene (PSDB). O motivo foi o uso de imagens do debate da TV RBA.
A juíza concluiu que houve supressão/corte de imagens o que passou ao eleitor a falsa impressão de que a candidata adversária não teria respondido à pergunta sobre os investimentos em saúde.

15 comentários:

Anônimo disse...

Faro Fino dá bom dia!

Perambulando ontem, ouvi de dois humanos que era apenas 1 minuto.

Também vi xarque, macarrão, feijão, arroz, descendo aos montes na Gov Malcher, num Comitê próximo a Quintino.

Quase avanço...de fome.

FF, o cão da Rita

Mara Lopes disse...

Estamos no aguardo da sua avaliação sobre a entrevista da Ana Júlia no Argumento.

Anônimo disse...

Faltou a Ana Júlia mostrar a tréplica do Jatene, onde ele questiona o investido em obras e equipamentos na saúde, não em custeio com pagamentos de salários. Pena que a enorme maioria dos eleitores mal saiba o que é investimento, ainda mais discernir a categoria destes...

Anônimo disse...

Caro Faro Fino,
Fotografou a distribuição, filantrópica, ou seria pilantrópica? Se sim, está na hora de exercer seu dever de cidadão de denunciar ao MP!

Anônimo disse...

analise, Rita,e pasme-se de tanta mentira e enrolação. Êta, meu querido Pará,não merecemos tanta descalabro e incomPeTencia !

Raimundo Rodrigues - IT Suporte disse...

Falando na entrevista ao "jornalista" M Bonna da Ana "Boneco Chuck" Júlia. Nada acrescentou, mas, uma coisa é irritante, ela repetir "você sabe" ou "o povo sabe", pows, se nós soubessemos as respostas e o apresentador, nós não perguntariamos. Só falta agora ela terminar uma frase e falar "né".

Anônimo disse...

E ela por acaso respondeu? Poxa, acho que perdi esse debate. No que eu vi, ela não respondeu mesmo. Que pena.

. disse...

Êta, que os anônimos estão tristes com o desempenho da Ana no Argumento, né?

Eu entendo. A verdade dói!
Caramba...

Anônimo disse...

A governadora Ana Júlia Carepa (PT) voltou a exibir no programa eleitoral da televisão a maior obra de seu governo: a placa da siderúrgica da Vale - uma empresa privada - em Marabá. Depois, mostrou a segunda maior obra de sua gestão: o projeto de biodiesel de dendê, da Agropalma - uma empresa privada - em Tailândia, Moju e Tomé-Açu. Exibiu ainda a terceira maior obra de sua gestão, uma fábrica de chocolate de outra empresa privada, em Medicilândia.
É impressionante: três anos, oito meses e nove dias depois de iniciado, o governo de Ana Júlia - rejeitado por 41% dos eleitores do Pará, segundo o IBOPE - não tem uma única obra para chamar de sua e mostrar na propaganda eleitoral. Não tem um hospital, uma universidade, uma escola, um centro de convenções. Talvez, com boa vontade, possa mostrar a cozinha industrial do Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia, obra do governo Simão Jatene que Ana Júlia colocou placa e inaugurou, na maior cara de pau, quatro meses depois de tomar posse.
Faltando 24 dias para as eleições, seria melhor cortar as intermediárias: Ana Júlia renunciaria e apoiaria Roger Agnelli, presidente-executivo da Vale, para governador.
Fica a sugestão.

Anônimo disse...

" Se nós soubéssemos" não a teríamos eleito assa senhora.
" Né mesmo".
Ela quer a cumplicidade impossível do povo.

Anônimo disse...

Ei Rita, como será que a propaganda da Ana Júlia vai explicar esse negócio de dizer que tem obra de hospital onde só tem um terreno baldio? Meu tio lá de Ipixuna disse que o pessoal de lá está esperando essa obra há mais de três anos. E ainda tem mais pedra fundamental lá por Ipixuna. Ô gente que gosta de inaugurar pedra! A mais recente foi o tal do Terminal Pesqueiro em Belém. Ah! nesse caso num foi pedra, foi maquete. hehehehe

Anônimo disse...

MPE abre investigação sobre supostas doações - e aí, o que me dizem? Esse DESgoverno sabe ou não sabe usar a máquina em pleno período eleitoral? Acho que contam com a impunidade das autoridades competentes só por ter a máquina administrativa nas mãos. Mas o MPE é maior que toda a corja de imcomPTentes desse DESgoverno.

Oswaldo Chaves disse...

Rita, nada contra o programa do jatene45, mas colocar o Serginho Almeida para protagonista é demais. Vc lembra dele: foi aquele que simulou um atentando lá no bairro de canudos dizendo que teria sido agredido pela lendária "equipe cabana" do Edmilson na campanha contra Duciomar. Qdo se descobriu ser uma grande armação do "comediante".
Acho que jatene escolheu muito mal...

Maria Paula Rego disse...

Olha pensei em votar no Jatene no início, mas depois que vi que ele não apresenta uma proposta e só faz atacar a Ana Julia eu confesso que realmente eu mudei meu voto. Vou dar mais esse voto de confiança pra ela, vamo vê no que dá.

Sávio Leonardo Melo Rodrigues disse...

Essa decisão foi reformada hj no plenário do TRE e o tempo será devolvido ao candidato Simão Jatene. O TRE entendeu que não houve trucagem no vídeo, na medida em que, segundo o entendimento dos magistrados, a candidata Ana Júlia efetivamente não teria respondido ao questionamento feito. O julgamento foi por maioria apertada , 3X2